Festival Nos Alive continua hoje com The Prodigy como cabeça de cartaz

Festival Nos Alive continua hoje com The Prodigy como cabeça de cartaz

O festival de música Alive continua hoje, no Passeio Marítimo de Algés, com as atuações de Mumford and Sons, The Prodigy, Róisín Murphy, James Blake e Herman José, entre outros.

O Nos Alive, que arrancou na quinta-feira, cumpre este ano a nona edição, com mais de 130 atuações em seis palcos, entre as 15:00 e as 04:00. Será uma enchente de música, sobretudo pop rock e eletrónica, mas também com espaço para atuações de humoristas.

Hoje, o maior palco do recinto tem como cabeças de cartaz os Mumford and Sons, que trazem na bagagem “Wilder Minds”, editado em maio, e os The Prodigy, cujo mais recente trabalho, “The Day is my Enemy”, data de março.

Na tenda, do lado oposto do recinto, fecham a noite James Blake, que irá editar ainda este ano, “Radio Silence”, o seu terceiro álbum de originais, e Róisin Murphy, dos Moloko, que em maio editou “Hairless Toys”, o seu terceiro álbum a solo e o primeiro dos últimos oito anos.

No palco maior atuam ainda os Blasted Mechanism, Marmozets e Sheppard, e na tenda Daniel Kemish, Bear’s Den, Cold Specks, Bleachers, Kodaline, The Ting Tings e Future Islands.

Há ainda mais quatro palcos espalhados pelo recinto.

Para o Clubbing, hoje estão marcadas as atuações de Dianna Sousa, Skip & Die, Kamala, Capicua, Batida, Moullinex e Magazino. No Coreto atuam os Naked Affair, os Prana, Los Waves, Tape Junk e o DJ Fernando Alvim.

No palco dedicado à comédia, que encerra hoje com a atuação de Herman José, passarão Jorge Moura, Vasco Elvas, Miguel Duarte, Rita de la Rouchezoire, Rui Xará, Hugo Rosa, Jean Carreira e Francisco Menezes.

Durante o festival, haverá condicionamento de trânsito na zona envolvente do recinto.

De acordo com a PSP, o trânsito estará condicionado na avenida Marginal e no troço da avenida Brasília, entre a zona da Fundação Champalimaud e o viaduto da CRIL, onde será proibido estacionar.

É "previsível o corte total de trânsito sempre que não existam condições de segurança para os transeuntes que se desloquem ao festival", sustenta a PSP em comunicado.

O troço final da CRIL, que dá acesso ao recinto, será cortado ao trânsito depois das 04:00 - por ser esperado um maior fluxo de público a sair do festival - para garantir "assim a passagem do público diretamente para Algés".

A CP reforçou a oferta de comboios na Linha de Cascais nas madrugadas de sexta-feira, sábado e domingo, com destino ao Cais do Sodré e a Cascais, entre as 02:15 e as 05:15.

Para quem vive noutras regiões do país, naquele período haverá ainda um comboio especial Intercidades que parte de Lisboa (Santa Apolónia) às 3:30.