Festa das Vindimas na Cidade Europeia do Vinho

Festa das Vindimas na Cidade Europeia do Vinho

Palmela vai receber entre os dias 30 de Agosto e 04 de Setembro a tradicional Festa das Vindimas, que este verão celebra a sua 50.ª edição, num ano marcado pela eleição de Cidade Europeia do Vinho.

"Esperamos que esta edição seja as melhores festas das vindimas. Temos a perspectiva de bom clima e a organização correu bem, o que é um bom prenúncio. Não existem grandes novidades este ano, mas posso dizer que se mudou o lugar das largadas de toiros e que já temos autorização para o simulacro de incêndio no castelo e para o fogo-de-artifício que vai ser lançado do cine-teatro", disse à Lusa o presidente da comissão de festas, Jorge Silva.

O responsável explicou que são esperadas entre 300 e 400 mil visitantes durante as festas em homenagem à vinha, ao vinho e a todos os que se dedicam ao trabalho da terra. Palmela foi eleita este ano Cidade Europeia do Vinho.

"Esta é a 50.ª edição e vai ter referências na festa, bem como a Cidade Europeia do Vinho, mas para o ano celebramos os 50 anos da festa [a primeira edição conta como ano zero] e aí vamos, com toda a certeza, assinalar a data com pompa e circunstância", explicou o responsável.

Momentos de grande tradição como a eleição da Rainha das Vindimas (29 de Agosto), o Cortejo de Camponeses, a Pisa da Uva e a Bênção do 1.º Mosto ou os Cortejos Alegóricos são alguns dos pontos altos do cartaz.

Os vinhos da Península de Setúbal têm lugar de destaque, como habitualmente, a par da gastronomia, da doçaria e da riqueza hortofrutícola da região, onde pontuam as uvas, os pêssegos, as ameixas e a incontornável maçã riscadinha de Palmela. Música, desporto e muita animação completam o leque de propostas.

"Vamos ter 11 empresas vitivinícolas nas festas, que vão lançar novos vinhos. A crise afeta, mas não temos aumentado os custos a feirantes e comerciantes que vêm para a festa. Há 10 anos tínhamos mais disponibilidade, mas contamos com o apoio da autarquia e da junta de freguesia, a nível financeiro e logístico, bem como o apoio de empresas", disse Jorge Silva.

A Festa das Vindimas, que começa na quarta-feira, tem um orçamento global de cerca de 200 mil euros.