Festa da Marioneta realiza a partir de sábado espetáculos em onze concelhos

Festa da Marioneta realiza a partir de sábado espetáculos em onze concelhos
O espetáculo “Descobridores” abre no sábado, no Montijo, a Festa da Marioneta, da Artemrede, que apresenta até 28 de novembro oito espetáculos, duas oficinas e uma exposição, em onze municípios desta estrutura de gestão artística.
 
“As novas tecnologias incentivaram novas formas de abordar esta arte antiga, que continua a encantar os mais novos e conquistam os adultos de uma forma crescente, até porque as marionetas tradicionais conseguiram reinventar-se”, disse à Lusa Marta Martins, diretora executiva da Artemrede.
 
“Descobridores”, uma estreia da festa, no sábado, no Teatro Joaquim d’Almeida, no Montijo, destina-se a crianças até cinco anos e é uma coprodução do grupo Mandrágora com esta estrutura. Propõe “uma viagem de cores, texturas e sons, em busca do significado da palavra maternidade em distintas culturas – Portugal, Brasil, Índia, Timor, África e China”, afirmou Marta Martins.
 
No âmbito da festa, esta peça apresentar-se-á na Baixa da Banheira, no concelho da Moita, no dia 10 de outubro, em Sobral de Monte Agraço, nos arredores de Lisboa, ainda este mês, e, em novembro, em Almada e no Barreiro.
 
“Descobridores” tem música de Fernando Mota e é uma criação plástica de Vânia Kosta, responsável também pela única exposição da festa, “Descobridores – Uma viagem feita por ti”, que é “um percurso visual e sensorial que explora a narrativa do espetáculo”, explicou Marta Martins.
 
“Uma peça sobre a descoberta da maternidade. Como ela é uma descoberta e uma viagem, como é encarada nos diversos cantos do mundo, e faz uma referências ás descobertas feitas pelos portugueses”, disse.
 
“A descoberta é, aliás, o tema da festa, há outros espetáculos nesta temática, ‘Peregrinação’, pela companhia Lafontana, de Vila do Conde, e cuja manipulação das marionetas é projetada em vídeo no palco e que nos remete de imediato para a narrativa histórica de Fernão Mendes Pinto, e ‘Por este rio acima’, numa clara alusão á canção de Fausto, pela S.A. Marionetas”, disse.
 
A responsável referiu ainda “a apresentação inédita em Portugal de ‘Paper Bubles’, pelos catalães Múcab Dans, que é um espetáculo que rompe com as fronteiras entre as linguagens artísticas e cruza dança, música e multimédia, envolvendo o público numa viagem alucinante pelo mundo das bolhas, de todos os formatos, tamanhos e materiais”.
 
Outro destaque é a “proposta inovadora e surpreendente do Teatro de Marionetas do Porto, que apresenta ‘Pelos cabelos’, com personagens insólitas inspiradas nas ilustrações de João Vaz de Carvalho e uma história com muito humor e uma boa dose de absurdo”.
 
Além do Montijo, Almada, Barreiro, Moita e Sobral de Monte Agraço, a Festa da Marioneta passa por Abrantes, Oeiras, Sesimbra, Palmela, Santarém e Alcobaça. O orçamento da Festa é de 58.000 euros, disse a responsável, que salientou a dinâmica artística que a festa cria nos concelhos onde acontece.
 
Uma das oficinas prevista intitula-se "Poética dos Objetos" e realiza-se em complemento ao espetáculo “Contos do mundo”, que é apresentado pelo Teatro Figura, em novembro, no Poceirão, no concelho de Palmela. Esta oficina é dirigida “a todos os interessados na arte da marioneta, designadamente marionetistas, atores e agentes educativos”.