Feira das Almas: Um espaço alternativo de vendas, trocas ou apenas para expor

Feira das Almas: Um espaço alternativo de vendas, trocas ou apenas para expor

Quando se junta no mesmo espaço criatividade, ideias, empreendedorismo, originalidade, arte, moda e um desejo de aventura nasce a Feira da Almas. Um mercado/feira alternativo que nasceu de uma ideia de Catarina Querido, que sentiu a necessidade de encontrar um espaço diferente para vender a sua própria bijuteria. Não satisfeita com a oferta, meteu mãos à obra e procurou em Lisboa um sítio alternativo e encontrou-o: na Taberna das Almas, nos Anjos.

Há um ano, Catarina Querido pegou na ideia e concretizou-a, mas nunca pensou chegar tão longe. O objetivo era fazer uma única feira, sendo que a primeira edição contou com vinte marcas convidadas. Só que, o sucesso da primeira Feira das Almas foi tal que, no final, a pergunta era: “para quando a próxima?”

A Feira das Almas vai já na 11.ª edição e no mesmo espaço podemos encontrar roupa, moda, artesanato, artistas, música, exposições, sempre com a ideia de “voltar às trocas e criar novas economias paralelas, já que 80% das pessoas que vendem nas Almas dedicam-se a 100% a este negócio, sendo o seu único meio de subsistência”, salienta a organizadora do certame.

Em cada edição são apresentadas 50 bancas compostas por projetos e ideias em ascensão, dando ao público a oportunidade de conhecer novos trabalhos de artesanato, design de moda, joalharia, DIY, ilustração, e ainda encontrar peças únicas junto dos colecionadores e vendedores de vintage/segunda mão. A música também não pode faltar e em cada edição há grupos convidados e dj´s.

Para além de Catarina Querido, que recebe as candidaturas e escolhe os projectos a marcar presença em cada edição, a outra alma da Feira é Marie Lopes, que trata da produção e organização do evento.

O sucesso da Feira das Almas está também relacionado com as marcas presentes. A seleção de candidatos nem sempre é fácil, já que são cada vez mais os que ali procuram um lugar para mostrar os seus produtos. No processo de escolha, Catarina Querido aposta em quem tenha página de Facebook e/ou website, na existência de uma marca e em projetos que envolvam roupa e moda dirigidas em especial ao publico alvo: raparigas dos16 aos 25 anos.

A próxima edição da Feira das Almas decorre no sábado, entre as 11 e as 19 horas.

A Feira das Almas decorre no primeiro sábado de cada mês, no Regueirão dos Anjos, na Taberna das Almas. Basta seguir a Av. Almirante Reis até aos Anjos ou apanhar o Metro, com uma saída a pouco metros do certame. Há também um acesso pedonal junto à sede do Lisboa Ginásio Clube.

Aceite a sugestão e passe por lá.

Raquel Silva