Fatura da água em Sintra não vai refletir eventual aumento da EPAL

 Fatura da água em Sintra não vai refletir eventual aumento da EPAL
O executivo municipal de Sintra aprovou hoje uma proposta para manter inalterado o tarifário da água no concelho em 2018, estimando que a medida poderá orçar em cerca de um milhão de euros, informou a autarquia.
 
A Câmara de Sintra aprovou no ano passado uma proposta “assumindo cerca de um milhão de euros que resultaram do aumento da tarifa da água, fornecida pela Empresa Portuguesa das Águas Livres (EPAL), para manter o preço aos consumidores”, explicou a autarquia em comunicado.
 
“Este ano, a EPAL ainda não revelou quais os aumentos para 2018, mas a autarquia optou por manter a mesma estratégia dos últimos anos”, salientou a Câmara, acrescentando que o aumento da EPAL não será refletido na fatura dos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento (SMAS).
 
O presidente da autarquia, Basílio Horta (PS), citado no comunicado, considerou que a medida, que abrange 370 mil consumidores, representa “um esforço muito grande, sustentável do posto de vista económico e ambiental e fundamental para todos que vivem e trabalham em Sintra”.