‘Família Oeiras Ecológica’ fomenta boas práticas

‘Família Oeiras Ecológica’ fomenta boas práticas

Grande parte das famílias de Oeiras já possui boas práticas ambientais no seu quotidiano. Pelo menos, é o que permite concluir a análise dos inquéritos efectuados pela Oeinerge – Agência Municipal de Energia e Ambiente de Oeiras às cerca de 100 famílias que já participaram nas duas primeiras edições do projecto “Família Oeiras Ecológica”, uma iniciativa desta entidade, em parceria com a associação ambientalista Quercus que, entretanto, está a cumprir a sua terceira edição, abrangendo mais 50 famílias.
Separação selectiva de resíduos, aquisição de lâmpadas economizadoras e redução dos consumos de água e energia são as áreas onde os inquéritos revelaram haver um grau elevado de boas práticas de eficácia energética e ambiental. No plano oposto está o recurso ao transporte individual para os movimentos pendulares casa/trabalho pela grande maioria das famílias.
A 3.ª edição do projecto contabilizou mais de 130 inscrições de famílias residentes no concelho. Destas, as primeiras 50 a inscreverem-se têm direito a visitas ao domicílio – que se iniciaram em Janeiro – por parte de uma equipa especializada que, além do levantamento de dados e hábitos de consumo, sensibiliza e dá conselhos às famílias quanto às melhores maneiras de poupar dinheiro e ajudar o Ambiente nas vertentes da energia, água, separação de resíduos, mobilidade, jardim e consumo sustentável. Os munícipes abrangidos recebem, ainda, produtos ecológicos fornecidos por várias empresas que se juntaram à iniciativa.
A presente edição voltou a incluir a participação especial de uma figura pública. Desta feita, foi a actriz Sandra Faleiro, residente em Paço de Arcos, que aceitou o desafio. Reciclagem do lixo, utilização de lâmpadas económicas e extensões com interruptor, desligar as luzes sempre que não necessárias, bem como o uso de transportes públicos, foram algumas das boas práticas adiantadas pela actriz que revelou pretender adoptar um sistema de energia solar. Sobre a envolvente do local onde reside – junto ao Jardim de Paço de Arcos – regozijou-se porque “as ruas são limpas e o jardim é cuidado regularmente”, mas lamentou: “Por vezes, reparo que as pessoas não fazem reciclagem do lixo, o que é mau”.
O “Família Oeiras Ecológica” pretende ajudar o Município a atingir as metas estabelecidas pela Comissão Europeia no âmbito do “Pacto de Autarcas”, com o objectivo de aumentar 20% de eficiência energética e de energias renováveis e reduzir 20% nas emissões de CO2, até ao ano de 2020.