Europeias: Penedo, aldeia de Sintra, não vota devido a muro de Vale e Azevedo

Europeias: Penedo, aldeia de Sintra, não vota devido a muro de Vale e Azevedo

Dezena e meia de pessoas tentaram hoje bloquear a abertura da assembleia de voto na aldeia do Penedo, concelho de Sintra, em protesto contra o encerramento de uma estrada devido ao perigo de derrocada de um muro de uma quinta, propriedade do ex-presidente do Benfica, João Vale e Azevedo.

Pouco antes da 7:00, a população fechou com uma corrente as instalações da Tuna Euterpe União Penedense, onde funciona a assembleia de voto para as eleições europeias. Elementos da GNR de Colares retiraram a corrente, mas os moradores mantém o apelo para que a população não vote.

A Câmara de Sintra anunciou no sábado que vai avançar com obras coercivas de reparação do muro, com cerca de 4 metros de altura e mais de 100 metros de comprimento, que obrigou a vedar a estrada que liga o Penedo a Almoçageme a veículos e pessoas. A via está cortada à circulação desde 22 de janeiro.