Estoril volta à I Liga nove anos depois

Estoril volta à I Liga nove anos depois

O Estoril garantiu, após nove temporadas, o regresso à Liga principal de futebol, ao vencer no reduto do Leixões por 1-0, consumando o objectivo traçado no início da época pelo presidente Tiago Ribeiro.

A última presença dos "canarinhos" tinha acontecido após a conquista, agora repetida, da Liga de Honra, em 2003/2004, pelas mãos do treinador Ulisses Morais (agora no Beira-Mar), que em 2001/2002 tinha pegado na equipa na II divisão.

Contudo, o regresso foi apenas por uma temporada, já que em 2004/2005, na altura orientado por Litos, o Estoril-Praia não foi além de um 17.º lugar.

Desde então, o clube fundado em 1939, com o primeiro nome de "Estoril-Plage", lutava sobretudo pela manutenção, mas a aquisição da SAD pelos brasileiros da Traffic Sport, em 2010/11, redefiniu os objectivos, concretizando agora o desejo de então: a ascensão de escalão.

Em Outubro de 2010, a Traffic Sport adquiriu 74 por cento do capital da SAD do Estoril-Praia, pagando ao proprietário João Lagos 200 mil euros, ou seja 55 cêntimos por cada acção, adquirindo a posição maioritária no clube depois de ter entrado na sociedade em 2009.

Esta temporada começou algo atribulada, com o despedimento do treinador brasileiro Vinícius Eutrópio, a 27 de Setembro, na quinta jornada, após o empate (0-0) com a Oliveirense, tendo assumido o cargo "um homem da casa" Marco Silva, antigo “capitão” e que naquele momento era secretário técnico.

O 10.º lugar, com seis pontos e a dois da "linha de água", fruto de uma vitória e três empates, não fez tremer Tiago Ribeiro que apostou tudo em Marco Silva, nunca escondendo que o objectivo traçado no início da temporada se mantinha.

A derrota na ronda seguinte, com o Penafiel (3-1), foi o ponto de viragem dos "canarinhos", já que a partir daí somaram um ciclo de 15 jogos sem perder, com um impressionante registo de 11 triunfos, seis deles consecutivos, assumindo a liderança à 12.ª jornada, após o triunfo (1-0) sobre o Moreirense.

O conjunto da Linha já poderia ter garantido a subida nas duas últimas jornadas, mas não o conseguiu (perdeu no reduto do Moreirense e empatou na recepção ao Santa Clara), acabando por selá-la agora, com um triunfo em Matosinhos.

A próxima temporada será a 21.ª presença na I Liga.