Estoril deixa campeonato ao rubro e está prestes a fazer história

Estoril deixa campeonato ao rubro e está prestes a fazer história

O Estori-Praia mostrou novamente o porquê de ser uma das equipas sensação da Liga portuguesa de futebol, ao empatar 1-1 no estádio da Luz, reacendendo a luta pelo título. Com o título a duas vitórias de distância, bastava ao Benfica vencer os dois jogos que lhe faltavam na Luz - Estoril e Moreirense -, os "encarnados" foram surpreendidos por um Estoril que demonstrou o porquê de estar na luta pela Liga Europa, onde ocupa o sexto lugar, conquistando um empate que pode ser fundamental nas suas aspirações.
Depois de uma primeira parte que terminou sem golos, os "canarinhos" "gelaram" o estádio da Luz aos 59 minutos, com um tento de Jefferson, aumentando a surpresa, mas Maxi Pereira, aos 68, recolocou o empate em deixou em aberto as aspirações "encarnadas", mas a expulsão pouco tempo depois de Carlos Martins complicou mais a vida do Benfica.
O empate deixa o Benfica agora à mercê do FC Porto, que recebe os lisboetas na próxima jornada, estando as duas equipas agora dependentes de si próprias para poderem conquistar o título, com os "encarnados" ainda em vantagem na tabela classificativai por dois pontos.
Enquanto a luta pelo título reacende, o Estoril deu um passo enorme na luta pela Liga Europa, reforçando o seu sexto ponto e abrindo para três pontos a vantagem para os dois clubes que o perseguem, Sporting e Rio Ave.
Numa ronda em que o Benfica marcou passo, o FC Porto cumpriu a sua obrigação e, no sábado, foi vencer a casa do Nacional por 3-1, voltando a colar na altura ao Benfica e deixando os insulares praticamente fora da corrida da Liga Europa.
No domingo, o Paços de Ferreira ficou mais próximo de uma inédita participação na Liga dos Campeões, ao vencer o Sporting 1-0, deixando ao mesmo tempo os “leões” mais longe da Liga Europa.
Dois pontos bastam agora ao surpreendente Paços de Ferreira, comandado por Paulo Fonseca, para atingir um dos maiores feitos da sua história.
Com um triunfo por 3-1 sobre o Gil Vicente, o Vitória de Guimarães, já qualificado para a Europa por via da Taça de Portugal, subiu ao quinto lugar, contando agora um ponto de vantagem sobre o Estoril.
Na luta pela Europa, Marítimo e Rio Ave perderam pontos, que podem ser decisivos, fruto de derrotas frente aos “aflitos” Beira-Mar e Olhanense, que ganharam assim novo alento.
No fundo da classificação, um Beira-Mar determinado e eficaz deixou para o Moreirense o último lugar da Liga, embora se mantenha na zona de despromoção, uma vez que o Olhanense, que continua com mais um ponto, venceu o Rio Ave por 1-0.
A vitória 4-2 sobre o Marítimo permitiu aos aveirenses, liderados por Costinha, somar 23 pontos, mais dois do que o Moreirense (perdeu 2-3 com o Sporting de Braga, sexta-feira), mas ainda assim atrás da Olhanense que, com um autogolo de Tarantini (25), triunfou na estreia do treinador Bruno Saraiva.
A Académica, de Sérgio Conceição, ficou mais próxima de garantir a permanência após triunfo por 1-0, na visita ao perdulário Vitória de Setúbal, com o golo solitário de Ogu (79) a permitir aos "estudantes" subir ao 11.º lugar com 27 pontos, mais um do que o rival.