Escolas do Oeste lideram concurso pedagógico 'Ventos de Poupança'

Escolas do Oeste lideram concurso pedagógico 'Ventos de Poupança'

Dezoito das 30 escolas selecionadas para a segunda fase de um concurso pedagógico que visa reduzir em mais de 10% o consumo energético dos estabelecimentos de ensino são da região Oeste do país, divulgou a organização.

“Foram selecionadas as 30 escolas que se apuram para a segunda fase do concurso, entre elas 18 das 20 escolas inscritas na área de intervenção da OesteSustentável, oito das 16 participantes da Enerdura e quatro das seis participantes da Agência de Energia do Seixal”, referem os promotores do concurso “Ventos de Poupança”.

Promovido pela OesteSustentável - Agência Regional de Energia e Ambiente do Oeste, em articulação com a Enerdura - Agência Regional de Energia da Alta Estremadura e com a Ameseixal - Agência Municipal de Energia do Seixal o concurso pretende mobilizar para a importância da eficiência energética, esperando conseguir uma redução “superior a 10% no consumo de energia elétrica nas escolas envolvidas” e a adoção de boas práticas de consumo “nas habitações de toda a comunidade escolar”, pode ler-se num comunicado enviado ás redações.

Quarenta e duas escolas concorreram à primeira fase em que o desafio era elaborar um miniplano de sensibilização para a temática da eficiência energética” em estabelecimentos de ensino básico e secundário da região do Oeste, Leiria, Sintra e Seixal.

Destas 30 passam agora à segunda fase, que decorrerá até 11 de maio e em que o objetivo é realizar “o levantamento das necessidades de energia elétrica da escola e elaborar relatório que inclua o diagnóstico e plano de ação” e “efetuar a avaliação do potencial eólico da escola e dimensionar um parque de microturbinas eólico”, revelam os organizadores.

O concurso culminará com a atribuição do prémio final, uma microturbina eólica, às 10 melhores escolas.

O projeto insere-se no Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica (PPEC 2013-2014), aprovado pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).