Encontro na Costa da Caparica quer juntar três gerações de surfistas

Encontro na Costa da Caparica quer juntar três gerações de surfistas

Mais de cem surfistas de todas as idades vão reunir-se no sábado numa praia em São João da Caparica, Almada, numa competição que visa juntar três gerações de praticantes de surf ou bodyboard, disse à Lusa a organização.
"Há finalmente três gerações de surfistas em Portugal. Hoje temos o avô, com 60 e tal anos, o filho, na casa dos 40, e o neto, entre os 10 e os 15 anos", afirmou António Pedro de Sá Leal, responsável da Alfarroba, entidade organizadora do ‘Surfamily', que decorre pela primeira vez.
O evento vai ter provas de surf e bodyboard, visando "juntar as diferentes gerações do surf, através de saudável competição entre duplas de pais e filhos, ou avós e netos, ou sobrinhos e tios".
A ideia é que todos possam "partilhar as ondas com os seus familiares com a possibilidade de competir saudavelmente ou de apenas estarem juntos dentro de água, numa partilha autêntica e tranquila, que muitas vezes não é possível nos dias rápidos” em que habitualmente se vive.
O objetivo é contrariar a ideia difundida de que o surf se destina a praticantes entre os 15 e os 25 anos - uma ideia errada, garantiu António Pedro de Sá Leal, que explicou que estudos internacionais mostraram que "o grosso dos surfistas tem mais de 30 anos".
Para a organização, o ‘Surfamily’ "vai ao encontro de todos os surfistas portugueses e não apenas daqueles que competem habitualmente", promovendo "o espírito do surf, de partilha".
Durante o dia, a organização promete muitas atividades no mar: além da competição, haverá clínicas de surf para crianças entre os oito e os 12 anos e para adultos com mais de 40 anos, longboard, stand up paddle e body surf. Na areia, o público pode aproveitar os trampolins ou tentar equilibrar-se sobre um fio (‘slackline') e participar em palestras e na limpeza da praia, com a organização Surfrider Foundation Europe.
A organização vai procurar também apoiar famílias necessitadas da Costa da Caparica, através do projeto "Surf for Food", pedindo aos visitantes para levar alimentos como massa, arroz, enlatados, bolachas, compotas, cereais, leite, óleo e azeite.