Empresa da Amadora acende uma nova luz em Xangai

Empresa da Amadora acende uma nova luz em Xangai

A fábrica de candeeiros e sistemas de iluminação Serip, da Amadora – Moinhos da Funcheira, estreou-se esta semana numa das maiores feiras mundiais de mobiliário, em Xangai, e em Outubro também apresentará os seus produtos em Londres e Moscovo.

"Temos de andar pelo mundo inteiro. Só assim é que se consegue crescer", disse à agência Lusa a gerente e proprietária da empresa, Ilda Pires.

A Serip é uma das cinco empresas portuguesas representadas na 'China Furniture 2012', um certame com cerca de 3.000 expositores de dez países, que decorre em Xangai de 11 a 15 de Setembro.

Ilda Pires, 51 anos, deslocou-se à China associada à Fenabel e à ARC, duas empresas de Paredes, a capital portuguesa do mobiliário, no norte do país

As três empresas apresentam-se em Xangai com um pavilhão próprio, com cerca de 150 metros quadrados, e já contrataram uma agente comercial chinesa para dar continuidade aos seus negócios na China.

"Não sentimos a crise. No primeiro semestre deste ano, as nossas exportações aumentaram 30 por cento", afirmou Ilda Pires.

Cerca de 95 por cento da produção da Serip é vendida fora de Portugal, sobretudo para o Médio Oriente, Russia e Estados Unidos, indicou a empresária

Empresa familiar com 32 trabalhadores, fundada há meio século, a Sirep especializou-se na "iluminação decorativa" para casas e equipamentos hoteleiros.

"Criámos o nosso próprio estilo de candeeiros e procuramos apresentar um produto diferente dos outros", salientou Ilda Pires.

Segundo acrescentou, a Serip "já exporta para o Vietname, Indonésia e Japão" e agora "quer introduzir os nossos produtos na China".

“Os nossos produtos são para um sector bastante alto, mas há aqui um grande potencial e no futuro haverá de certeza uma presença portuguesa mais alargada nesta feira", acrescentou.

A 'China Furniture' é um dos mais concorridos certames mundiais da área do mobiliário e decoração, devendo atrair este ano cerca de 80.000 visitantes de 160 países.

Em 2010 e 2011, apenas uma empresa portuguesa participou naquele certame: a Fenabel, especializada no fabrico de cadeiras de faia e carvalho.

A 'China Furniture 2012', onde participam também as empresas Desenho Ibérico e Sempre Internacional, coincide com um bom momento das exportações portuguesas para a China.

Pelas contas da Administração-geral das Alfândegas Chinesas, nos primeiros sete meses de 2012, as exportações portuguesas aumentaram 59,46 por cento em relação a igual período de 2011, para 737,75 milhões de euros.