Dezenas de pessoas marcharam em Oeiras em defesa da continuação do passeio marítimo

Dezenas de pessoas marcharam em Oeiras em defesa da continuação do passeio marítimo
Várias dezenas de pessoas marcharam hoje, em Oeiras, em defesa da continuação do passeio marítimo, depois de o tribunal ter ordenado a suspensão das obras na zona de Caxias.
 
“Estamos a dar cumprimento a tudo o que é possível do ponto de vista judicial. O nosso gabinete jurídico está empenhado em contestar esta providência cautelar”, disse à Lusa o presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Paulo Vistas.
 
O autarca independente, que se congratulou com a adesão das várias dezenas de pessoas a esta iniciativa promovida pela autarquia, acentuou que “é fundamental informar os cidadãos do que está em causa nesta obra e não deixar que os argumentos falaciosos da associação [Vamos Salvar o Jamor] possam transformar uma obra que acrescenta valor à qualidade de vida dos cidadãos”.
 
Em causa está a decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Sintra que suspendeu provisoriamente as obras de extensão do passeio marítimo de Oeiras, em Caxias, na sequência de uma providência cautelar interposta pela associação Vamos Salvar o Jamor, que indica que a obra irá destruir as praias e a vida marinha daquela área ribeirinha.
Paulo Vistas esclareceu que a praia de Caxias “não vai ser intervencionada” e que o areal da praia de São Bruno vai ser reduzido por força da infraestrutura de 7,5 metros, para segmentar a via em duas: uma via para peões e uma via para bicicletas.
 
A obra, que teve início em outubro, deveria estar concluída no final deste ano, segundo Paulo Vistas, que alertou para os custos diários que a autarquia tem de suportar em cada dia em que a obra está parada.
 
“No final, quem suporta o custo da indemnização ao empreiteiro é o contribuinte através do orçamento municipal”, comentou o responsável.
 
Neste momento, “a obra está a 50%” e tinha um custo estimado de 2,5 milhões de euros, segundo o autarca, assumindo que este valor poderá ser revisto caso a suspensão continue por mais tempo.