Crosse de Torres Vedras define selecções nacionais

Crosse de Torres Vedras define selecções nacionais

O Crosse de Torres Vedras, que terá no domingo a sua 31.ª edição, será decisivo para a escolha das selecções nacionais que estarão no Europeu de corta-mato de Budapeste, ainda com a maioria das vagas em aberto.

Nas corridas principais, de seniores, estarão em disputa quatro lugares vagos em cada um dos sexos para a prova do dia 9 de Dezembro.
No sector masculino, quando já estão pré-selecionados Fernando Silva e Luís Feiteira, os dois primeiros no Corta-Mato Cidade de Amora, os seis atletas que há um ano representaram Portugal em Velenje estarão em acção: José Rocha, então 3.º, Tiago Costa (16.º), Rui Teixeira (19.º), Bruno Jesus (38.º), Ricardo Ribas (45.º) e Pedro Ribeiro (47.º). 
São eles os principais candidatos, tanto mais que o campeão nacional, Manuel Damião, e ainda Rui Pedro Silva não estarão presentes, tal como Rui Silva, que também não apostou nesta competição.
Em femininos, Dulce Félix e Leonor Carneiro já estão pré-seleccionadas e Sara Moreira, quinta no importante Crosse de Atapuerca, em Espanha, há duas semanas, será a grande favorita em Torres Vedras, sendo praticamente certa a sua selecção. 
Restam três lugares, que serão disputados, em princípio, por Anália Rosa, Doroteia Peixoto, Ercília Machado (que já estiveram no Europeu há um ano), Daniela Cunha, Mónica Silva e Ana Ferreira. 
Jessica Augusto, lesionada, é a grande baixa da selecção, que não contará também com Ana Dias, grávida, e Marisa Barros, que correu no passado domingo a Maratona de Yokohama, de entre as atletas que estiveram na selecção que há dois anos se sagrou campeã, na pista das Açoteias, Algarve. 
Na época passada, Portugal foi segundo, atrás da Grã-Bretanha, com uma equipa que também não contou com Jessica, Marisa e Sara Moreira.
A par das selecções seniores, do Crosse de Torres Vedras sairão as equipas de sub-23 e juniores. As provas iniciam-se a partir da 09:30 horas.