Crescer com animais de estimação

Crescer com animais  de estimação
Ter um animal de estimação, sobretudo quando há crianças em casa, deve ser sempre uma opção muito bem ponderada, tendo em conta todo o contexto da vida familiar, e havendo sempre muito cuidado na escolha do animal a ter, de acordo com as suas características e necessidades.
De qualquer forma, e a propósito da realização da Pet Festival nos próximos dias 2 a 4 de Fevereiro, podemos elencar alguns benefícios de as crianças crescerem com um animal de estimação em casa.
As crianças que convivem com animais de estimação poderão ter maior facilidade em desenvolver o sentido de responsabilidade, pois têm oportunidade de ser responsáveis, pelo menos em parte, por cuidar de um outro ser que depende, em grande medida, de si para se alimentar e ser saudável, por exemplo. 
Esta responsabilidade, por outro lado, poderá ainda ajudar a desenvolver a responsabilidade por si mesmo e o processo de construção da auto-confiança e da auto-estima da criança, ao verificar que a sua acção tem um impacto positivo no desenvolvimento e no bem-estar do seu animal.
Ainda no âmbito da responsabilidade, cuidar de animais de estimação pode ensinar muito às crianças sobre as consequências dos seus actos. Por exemplo, quando a higiene dos animais não é feita adequadamente, os resultados são reais e fáceis de a criança entender. 
Por outro lado, ajudam a criança a ter noção do valor da disciplina e do que é assumir um compromisso, já que cuidar de um animal obriga a um comprometimento constante, não sendo possível deixarmos de cuidar do animal quando não nos apetece ou fazê-lo apenas em part-time.
Os animais de estimação tendem também a trazer uma sensação de calma às crianças. Muitas crianças ficam mais relaxadas perto dos seus animais, aos quais podem recorrer quando estão tristes, enervadas ou chateadas, como forma de gestão de stress. Também podem contribuir para o desenvolvimento do auto-controlo, quando as crianças participam na educação do seu animal  e têm de controlar, por exemplo, o tom de voz para que o animal lhes obedeça.
Muitas vezes o facto de se ter um animal de estimação também proporciona uma vida menos sedentária e com mais ar livre pois, especialmente os cães, precisam de exercício e brincadeiras em espaços exteriores. 
Por outro lado, vários estudos têm demonstrado que as crianças que crescem com animais de estimação são menos propensas a desenvolver alergias e asma, pois o seu sistema imunológico, ao estar exposto ao pêlo dos animais e seus alergénios, poderá desenvolver-se e ficar mais forte.
Desta forma, ter um animal de estimação pode ser uma ajuda inestimável no desenvolvimento de uma criança, não apenas pela variedade de estímulos que proporcionam, muito diferentes dos estímulos provenientes de outros humanos, mas também pela vertente emocional e física de envolvimento com outro ser e tudo o mais que daí advém.
Porque não, então, começar por fazer uma visita ao Pet Festival, já este fim-de-semana?
 
Cristina Dagge
Parkids