Citroën C Cactus Rip Curl: Versão ainda mais radical

Citroën C Cactus Rip Curl: Versão ainda mais radical
A versão Rip Curl do Citroën C4 Cactus torna-o ainda mais radical. Os detalhes estéticos e técnicos têm inspiração no mundo do surf, mas este não se destina apenas aos amantes das ondas. Apto para aventuras fora-de-estrada, tem um público-alvo muito mais vasto.
 
Polémico e pouco consensual no que toca ao design, o C4 Cactus é, de facto, um carro moderno e radical. Na versão Rip Curl (marca australiana de surfwear) junta alguns pormenores estéticos aos já conhecidos 'airbumps', elementos de uretano termoplástico que protegem as portas de pequenas batidas laterais. Os autocolantes com o símbolo da marca, as barras de tejadilho e capas dos espelhos em branco, bem como as protecções inferiores, muito úteis na hora de escolher caminhos alternativos, fazem toda a diferença. 
 
Também a decoração interior reforça o espírito surfista do carro, com destaque para o tecto panorâmico em vidro, mas com tratamento especial para evitar a entrada de raios UV.
 
Todavia, o que mais distingue o Cactus Rip Curl da restante gama é a introdução do sistema Grip Control, capaz de transformar este crossover num veículo com aptidões para todo-o-terreno, desde que não seja muito exigente.
 
Com cinco opções de condução, o Grip Control adapta a motricidade das rodas dianteiras às condições do piso, seja em modo de areia, lama ou neve, com e sem ESP, ou ainda em modo Auto. Inteligente quanto baste, o sistema garante potência na roda dianteira que precisa de mais tracção o previne derrapagens ou deslizamentos em pisos escorregadios.
 
Quanto a motores, o C4 Cactus Rip Curl apresenta-se com o 1.2 PureTech de 110 cv, a gasolina, e com o BlueHDi de 100 cv, Diesel, que utilizámos no ensaio proporcionado pela Citroën. Ambos estão associados a caixa manual de cinco velocidades, revelando competência para todas as solicitações. 
 
A versão a gasóleo é, contudo, mais comedida em termos de consumos, possibilitando médias na casa dos 5,0 l/100 km, mas o PureTech, que já experimentámos noutras ocasiões, é igualmente bastante divertido, ágil e económico.
 
Com espaço de sobra para cinco passageiros, para encaixar a prancha de surf ou outros equipamentos desportivos, este C4 Cactus acolhe também um excelente nível de equipamento, praticamente escondido sob a sobriedade do desenho do tablier. E é no ecrã de 7'' instalado ao centro que estão quase todos os comandos, desde a climatização ao sistema multimédia e de navegação. Não faltam também o cruise control, vidros escurecidos , jantes de 17'', luzes e limpa-vidros automáticos.
 
Uma boa opção para um público jovem e aventureiro capaz de gostar de um carro que se distingue, literalmente, de todos os outros.
 
Paulo Parracho