Cirque du Soleil apresenta em Lisboa espetáculo de homenagem a Michael Jackson

Cirque du Soleil apresenta em Lisboa espetáculo de homenagem a Michael Jackson

A companhia canadiana de novo circo Cirque du Soleil estreia, na quinta-feira, em Lisboa, o espetáculo "Immortal", dedicado ao músico pop norte-americano Michael Jackson, falecido em 2009.
Até domingo, o Pavilhão Atlântico acolherá um espectáculo assente no património musical de Michael Jackson, mas recorda também a paixão pela dança e uma mensagem de união, paz e amor, sublinha o Cirque du Soleil, na página oficial na Internet.
Em palco estarão cerca de 50 bailarinos, músicos e acrobatas - entre os quais a portuguesa Rita Spider - a interpretar um espectáculo desenhado por Jamie King e que inclui cerca de 30 temas, como "Thriller", "Billie Jean", "Beat it", "Black or white" e várias coreografias e passos de dança que Michael Jackson tornou famosos, incluindo o "moonwalk".
Os números disponibilizados pelo Cirque du Soleil atestam a grandiosidade do espetáculo: 45 camiões para transportar todo o material técnico e luminoso de palco, além dos 250 fatos que os intérpretes vão usar, prefazendo cerca de 1.200 adereços e peças de vestuário.
Depois de Portugal, o espetáculo "Immortal" segue para Espanha e Japão.
Esta não é a primeira vez que o Cirque du Soleil executa um espetáculo dedicado a um músico ou artista. Já antes tinha prestado tributo ao Elvis Presley e a aos Beatles.
Além do espetáculo "Immortal", que está em itinerância por todo o mundo, o Cirque du Soleil tem um  outro em permanência, em Las Vegas, nos Estados Unidos, também dedicado a Michael Jackson.
O Cirque du Soleil, fundado em 1984, no Québec, por Guy Laliberté e Daniel Gauthier, soma mais de 100 milhões de espetadores em todo o mundo, com espetáculos como "Alegria", "Love", "Kooza", "Delirium", Varekai" e "Quidam", alguns deles já apresentados em Portugal.