Cerca de 136 mil jovens participam no dia da Defesa Nacional

Cerca de 136 mil jovens participam no dia da Defesa Nacional
Cerca de 136 mil jovens começam terça-feira a participar nas atividades do Dia da Defesa Nacional, que decorrerão até novembro, visando divulgar o papel e as missões das Forças Armadas e os objetivos do serviço militar.
   
De acordo com dados do Ministério da Defesa, dos participantes na 12.ª edição, 66.632 são mulheres, 48,6%, e 69.484 são homens, 51,4%, dos quais 110 mil do continente, cerca de 7 mil das ilhas e 19 mil do estrangeiro.
 
Este ano, as atividades vão decorrer até 29 de novembro, em 30 localidades do país, envolvendo 40 unidades dos três ramos das Forças Armadas, e várias câmaras municipais, os ministérios da Saúde, Administração Interna e Educação, o Instituto Politécnico de Viseu e o Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa.
 
A comparência ao Dia da Defesa Nacional é obrigatória para todos os cidadãos portugueses de 18 anos de idade e quem faltar sem justificação está sujeito ao pagamento de uma coima.
 
Durante as atividades, os jovens participam em ações de formação sobre as missões essenciais e a forma de organização e recursos dos três Ramos das Forças Armadas (Marinha, Exército e Força Aérea), as principais ameaças e riscos à sociedade portuguesa e as diferentes formas de prestação de serviço militar, de acordo com a lei.
 
O serviço militar deixou de ser obrigatório em 2004. A partir de 2010, deixou também de ser obrigatório fazer o recenseamento, passando os serviços a manter uma base de dados com essas informações.