Centro Hospitalar Barreiro/Montijo altera serviço de urgência

Centro Hospitalar Barreiro/Montijo altera serviço de urgência

O presidente do Centro Hospitalar Barreiro/Montijo, Silveira Ribeiro, anunciou hoje alterações no serviço de urgência, de modo a agilizar a transferência de doentes para os internamentos.

"Vão ser feitas alterações físicas no serviço de urgência e algumas ao nível organizacional para agilizar melhor a transferência de doentes para os internamentos, diminuindo a pressão nas urgências", afirmou Silveira Ribeiro.

O responsável explicou também que por mais soluções que sejam encontradas, vão sempre haver problemas.

A Secção Regional do Sul da Ordem dos Enfermeiros disse que existem doentes que permanecem no serviço de urgência do Hospitalar do Barreiro durante "dias ou semanas", depois de ter efetuado uma visita ao local.

O maior problema é a ineficiência dos circuitos de transferência interna dos doentes. Mesmo havendo vagas nos serviços de internamento os doentes permaneçam no serviço de urgência durante vários dias, nalguns casos várias semanas", refere em comunicado.

O enfermeiro Alexandre Tomás, presidente do Conselho Diretivo Regional, referiu que estavam mais de 30 pessoas num serviço com capacidade para sete doentes, defendendo que a realidade encontrada é "muito adversa" para a prestação de cuidados de saúde e pode colocar em causa a segurança dos doentes.