Casino de Sintra ganha novo alento

Casino de Sintra ganha novo alento

O Sintra Museu de Arte Moderna está, definitivamente, enterrado. "Rituais da Morte durante a Romanidade" é o título da exposição que, a partir da próxima sexta-feira, 2 de Novembro, vai estar patente no antigo Casino de Sintra. Uma mostra que pode ser visitada até ao final do corrente ano e que assinala uma nova era do equipamento, que ficará sob gestão da empresa municipal SintraQuorum. Uma dinamização que coloca um ponto final na indefinição em torno do equipamento cultural que, nos dois últimos anos, estava votado a algum marasmo.
Após a saída da Colecção Berardo em 2011, o edifício tem recebido exposições esporádicas, como uma mostra no âmbito do Congresso das Cidades Património Mundial (Novembro de 2011) e as edições anuais do World Press Cartoon, e ostenta, na maioria do tempo, o aviso de que se encontra encerrado para mudança de exposição. Ao longo deste tempo, a autarquia de Sintra equacionou o destino a dar ao equipamento que acolheu, desde 1997, o espólio do empresário Joe Berardo.
A partir deste mês, o antigo Casino vai oferecer uma programação regular de eventos culturais, com destaque para exposições, sob a gestão da SintraQuorum. O primeiro evento, a exposição "DIIS MANIBVS-Rituais da Morte durante a Romanidade", é apresentado pelo Museu Arqueológico de Odrinhas que, aliás, irá receber a mostra a partir de 5 de Fevereiro e ao longo de 2013. Uma exposição que desvenda "as atitudes do Homem perante a morte" e dá a conhecer um conjunto de materiais arqueológicos descobertos na região, "com especial destaque para aqueles que testemunharam as várias práticas aqui utilizadas, naquele domínio, desde o início do Império até aos finais da Antiguidade Tardia".
Os materiais expostos provêm de escavações arqueológicas realizadas, há décadas, em locais como Casal de Pianos/ /Fetal (São João das Lampas), Santo André de Almoçageme (Colares) e Granja dos Serrões (Almargem do Bispo) e, mais recentemente, no Casal do Rebolo e Casal do Silvério (ambas em Almargem do Bispo).
No início de 2013, o antigo Casino vai acolher uma exposição relativa ao Ano do Brasil em Portugal, revelou Fernando Seara ao JR, realçando que a programação do próximo ano "já está totalmente definida". "Na primeira parte do ano, vamos envolvermo-nos num evento de continuidade do Ano do Brasil em Portugal", adiantou o presidente da Câmara de Sintra.
Para confirmar a nova era do equipamento, cujo edifício data de 1924, da autoria do arquitecto Norte Júnior, Fernando Seara propôs ao executivo que o espaço se designe como Casino de Sintra. O edil justifica que ouviu "várias pessoas de Sintra que me disseram que o nome pelo qual é conhecido o edifício é Casino de Sintra". Uma memória da primeira actividade do edifício e que perdurou, ao longo de décadas, apesar de ter acolhido ali funções públicas, como um liceu, repartição de Finanças e Registo Civil. Na proposta que submeteu ao executivo, que acabou adiada para a próxima reunião, o autarca salienta que na lembrança dos sintrenses "perpetuou sempre a mesma identificação e a referência do seu passado glorioso. Agora, numa nova encruzilhada do tempo e de novas vontades de mudança, precisamos de dar novo alento e direcção ao espaço".