Cascais mostra obra de Silva Júnior

Cascais mostra obra de Silva Júnior
A Casa Sommer-Arquivo Municipal de Cascais tem patente uma exposição sobre António Rodrigues Silva Júnior (1868-1937), responsável por vários projetos arquitetónicos, como o da remodelação do Club Majestic, em Lisboa, atual Casa do Alentejo, e o introdutor do processo de depuração biológica dos esgotos.
 
A exposição, patente até agosto, apresenta plantas, desenhos e maquetes de alguns dos mais de 200 projetos, de raiz ou de readaptação, de sua autoria, entre os quais os dos estabelecimentos termais do Estoril e Vidago, das fábricas de cerveja Portugália e Estrela, e a sede da Sociedade Teosófica.
 
Silva Júnior foi o responsável pelos projetos de saneamento de Cascais, em 1907, e também, em 1917, dos de Monte Estoril e Cai-Água (atual S. Pedro do Estoril).
 
Parte do espólio de Silva Júnior, doado à Casa do Alentejo, foi depositada no Arquivo Municipal de Cascais.
 
Nascido em Paris, Silva Júnior fez o curso do Instituto Industrial e Comercial de Lisboa, foi condutor de Obras Públicas nos Serviços Fluviais e Marítimos, passando, depois, pela chefia da Secção de Obras da Alfândega de Lisboa. Em 1921 assumiu a direção técnica da Comissão Administrativa das Obras da Casa da Moeda, participando, posteriormente, num vasto número de comissões, entre as quais, as da instalação dos serviços fiscais de Lisboa, da demarcação de terrenos na Marinha Grande, do estudo das expropriações do Parque Gandarinha, em Cascais, e a da reconstrução da ala oriental da Praça do Comércio, em Lisboa.