Cascais entre os premiados no Green Project Awards

Cascais entre os premiados no Green Project Awards
Um projeto para tornar a produção de leite sustentável nos Açores e uma aplicação móvel para gestão de risco de incêndios florestais venceram, entre outros, os prémios Green Project Awards (GPA) 2016, foi hoje anunciado.
   
Os prémios GPA, cuja cerimónia da 9.ª edição decorreu em Serralves, no Porto, visam distinguir projetos mais inovadores na área da sustentabilidade em Portugal, em sete categorias.
 
Na categoria Agricultura, Mar e Turismo, o vencedor foi o "Programa Leite de Vacas Felizes", da Fromageries Bel Portugal, S.A, que tem por objetivo tornar a produção de leite sustentável a nível ambiental, económico e social, criando valor em toda a cadeia de produção.
 
"O programa já resultou num produto lançado em abril de 2016: leite de pastagem, produzido por vacas que vivem ao ar livre e comem erva fresca 365 dias por ano", refere a organização do evento.
 
Nesta categoria foram atribuídas duas menções honrosas, aos projetos "CoolFarm" (sistema de controlo inteligente, intuitivo, integrado e flexível para qualquer estufa ou armazém vertical) e ao "Regime de Apoios financeiros para a reabilitação e manutenção da paisagem tradicional da cultura de vinhas em currais", na ilha do Pico, Açores, da Direção Regional do Ambiental.
 
O "Parque Ambiental do Buçaquinho", da Câmara de Ovar, que qualificou a antiga Estação de Tratamento de Águas Residuais numa área florestal protegida, venceu na categoria Cidades Sustentáveis.
 
Foram também atribuídas duas menções honrosas nesta categoria: "projeto hidráulico de retenção e regulação de caudal da ribeira de Couros", em Guimarães, iniciativa daquela autarquia local, e "plataforma sustentável de otimização da gestão de resíduos urbanos", da empresa municipal de Ambiente de Cascais.
 
Quanto à categoria Consumo Sustentável, o júri atribuiu o prémio ao projeto "aTerra -- Ligar, Participar, Transformar", da FEC - Fundação Fé e Cooperação, que tem como enfoque o desenvolvimento rural no quadro do direito humano a uma alimentação sustentável.
 
O projeto "Be Green", da BarclayCard, que permite a plantação de árvores em nome dos clientes que optam por aderir ao extrato digital, bem como o "Noocity Ecologia Urbana", da Cidade com Perfil e que se dedica a desenvolver soluções práticas e eficientes de agricultura urbana, receberam menções honrosas nesta categoria Consumo Sustentável.
 
Na categoria Gestão Eficiente de Recursos, o vencedor foi o projeto "Reciclagem de Cartões (bancários)" caducados ou inutilizados, da Caixa Geral de Depósitos, tendo sido atribuídas também menções honrosas aos projetos "Implementação do sistema Pay As You Throw", no centro histórico de Guimarães, e "Drivers' Challenge CTT", dos CTT Correios de Portugal.
 
Na Information Technology, o vencedor foi o "Firerisk", da Expertestreia Tecnologias de Informação Lda, uma aplicação móvel que contribui para a gestão de risco florestal.
 
Já o projeto "Campanha Ocean Action", do Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMA), que tem como objetivo "promover e aumentar o conhecimento sobre a influência do homem sobre o oceano", venceu na categoria Iniciativa de Mobilização.
 
Nesta categoria foram também atribuídas menções honrosas aos projetos "Florestas Urbanas Nativas no Porto", da Universidade Católica Portuguesa e que visa produzir plantas, alimentar a infraestrutura verde do Porto com plantação e a instalação de floresta urbana em áreas públicas, e "Missão Reciclar", da Sociedade Ponto Verde.
 
A Bosh Termotecnologia S.A venceu na categoria Produto ou Serviço, com o projeto "Esquentador Termoestático Compacto Sensor Connect, que permite poupar até 60 litros de água por dia e 35% no gás.
 
O autoclismo com potencial para promover o desperdício de água, da Oliveira & Irmão, recebeu nesta categoria uma menção honrosa.
 
Nesta cerimónia foram ainda atribuídos o prémio Inovação Social GPA -- Sociedade Ponto Verde ao projeto "EcoPontas&Papa Chicletes", do Laboratório da Paisagem de Guimarães, o prémio Especial Cooperação Internacional de Negócios ao projeto "Virtual Educa e JP", da Popup School, e o prémio Eficiência Energética GPA 2016 ao "IsGreen Light -- Biblioteca Municipal em Palmela", da Is GREEN II, Lda.
 
A 10.ª edição destes galardões - GPA2017, cuja cerimónia decorrerá no Porto, terá um "Prémio Personalidade" e suas categorias, serão "reorganizadas", anunciou hoje o presidente da Agência Portuguesa do Ambiente, Nuno Lacasta.
 
As candidaturas aos GPA2017 abrirão no dia 13 de fevereiro.