Cascais cumpre tradição religiosa com procissão em honra de Nossa Senhora dos Navegantes

Cascais cumpre tradição religiosa com procissão em honra de Nossa Senhora dos Navegantes

A procissão em honra de Nossa Senhora dos Navegantes, talvez o mais importante evento religioso de Cascais, realiza-se já no próximo domingo, 26 de agosto, com a participação de numerosas famílias de pescadores trajadas a rigor, bem como de centenas de fiéis. E com os andores em pleno Oceano Atlântico.

Constituindo-se como um dos pontos altos das Festas do Mar, o cortejo parte às 15h00 da Igreja Matriz de Cascais, seguindo pela Avenida D. Carlos em direção à praia dos Pescadores. Aí, as centenas de fiéis e oito andores seguem por mar até à Guia em barcos de pesca devidamente engalanados, regressando depois ao ponto de partida inicial.

O cortejo contará com 8 andores em honra de Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora dos Navegantes, Nossa Senhora da Guia, Sagrado Coração de Jesus, Nossa Senhora da Assunção, Santa Cecília, São Sebastião e Nossa Senhora das Dores.   

Em Cascais, esta procissão não é muito antiga. Até à década de 50 realizava-se a romaria a Nossa Senhora da Guia, agora incorporada nesta procissão, à qual acorriam até lisboetas. Esta romaria derivava de uma promessa feita pelos vereadores de Lisboa, no primeiro quartel do século XVI: «quebrasse a Senhora os malefícios da peste que se abatera sobre a cidade e eles viriam ali, ao santuário, uma vez por ano - a pé, primeiro, de barco, depois - venerá-la, em ação de graças». A tradição esmoreceu, mas na procissão de Nossa Senhora dos Navegantes é ainda a Guia o ponto culminante do percurso por mar.