Casa Sommer, em Cascais, já pode ser visitada

Casa Sommer, em Cascais, já pode ser visitada
A partir de agora, Cascais tem mais um equipamento dedicado à cultura. Depois de muitos anos em obras de requalificação, a histórica Casa Sommer, bem no centro da vila e junto à Cidadela, é a nova sede do Arquivo Histórico Municipal de Cascais e assume-se como Centro de História Local.
 
Com as obras de requalificação, foram aproveitados os dois edifícios que compõe a Casa Sommer. No edifício principal, estão salas de exposição em reatualização permanente - incluindo a sala Branquinho da Fonseca -, a livraria municipal, onde podem ser adquiridas as edições de obras produzidas ou patrocinadas pela Câmara Municipal de Cascais, uma sala de atendimento e outra de consulta. No segundo, onde foi feita uma reabilitação profunda nas antigas cocheiras, estão salas de gabinete técnico, de expediente e de receção de documentação. As duas construções são ligadas por um corredor subterrâneo onde se situa o depósito do novo Arquivo Municipal, com atas desde meados do século XVII, disponíveis para consulta.
 
A Casa foi recuperada pela Câmara, depois de ter sido declarada, em 2005, como sendo de interesse municipal para Cascais. João Miguel Henriques, responsável pela Divisão de Arquivos e Bibliotecas e Património Histórico que tutela o Arquivo Histórico Municipal de Cascais, explica que "além das várias utilizações do local, vai ser um Centro de História Local, onde os cidadãos, os investigadores e os interessados pela História encontram um manancial importante de fontes para reconstituição do nosso passado coletivo."
 
Entre as obras já em exposição, estão o restaurado Foral de Cascais, com o qual foi fundada a vila, que celebrou recentemente 650 anos de existência; o segundo livro mais antigo do Fundo Municipal, o Livro de Posturas Municipais, que junta leis internas destinadas a reger a vida comunitária, desde 1587, compiladas na primeira metade do século XVIII; um livro de registo de entrada de embarcações do Porto de Cascais, de 1848 a 1863; e a representação mais antiga que se conhece da vila de Cascais, circa 1530, figurando o castelo e a Fortaleza de Nossa Senhora da Luz.
 
A Casa Sommer está aberta a todo o público de 2ª a 6ª-feira, das 9 às 17 horas e aos sábados, domingos e feriados, das 10 às 18 horas.