Carnaxide inaugura Loja Social

Carnaxide inaugura Loja Social

Novo equipamento solidário está situado no edifício do Mercado.
Carnaxide já tem uma Loja Social à disposição de quem mais precisa de auxílio para enfrentar os tempos duros da crise. Inaugurada no passado dia 8, disponibiliza uma série de produtos, de forma totalmente gratuita, entre os quais peças de vestuário, calçado, brinquedos e algum mobiliário ou electrodomésticos. O novel ponto solidário está situado no Mercado de Carnaxide e funciona às terças e às quintas-feiras, entre as 16h00 e as 19h00. “Pretendeu-se criar um espaço normal, simples, mas agradável, onde as pessoas se sintam como noutra loja qualquer, sem estigmas”, explicou ao JR Jorge Vilhena, presidente da Junta de Freguesia, promotora do projecto, destacando as fotografias alusivas ao património da localidade.
“Simplesmente, a única diferença é que as pessoas que aqui vêm fazem parte de uma lista de utentes previamente sinalizada e não precisam de gastar qualquer quantia de dinheiro, basta apresentarem um cartão próprio e pode levantar seis produtos de vestuário por mês e se tiver crianças com idade inferior a dois anos pode levantar em triplo, por membro de agregado familiar”, esclareceu aquele responsável, satisfeito por todo o processo. “O projecto foi desenvolvido de forma pausada, mas muito consciente, porque quisemos tudo feito como deve ser. Primeiro, foi preciso obter o espaço, fazer regulamento de funcionamento, reunir os bens a doar – o que já vem sendo feito há cerca de um ano – e angariar voluntários (já temos 20) para assegurar o funcionamento, incluindo o atendimento e o trabalho de bastidores, isto é, a triagem dos produtos recolhidos e o reabastecimento das prateleiras”...
Os utentes da Loja Social deverão constar da lista de munícipes mais carenciados do gabinete de apoio social da Junta ou ser sinalizados por entidades da Comissão Social de Freguesia. Quanto aos bens resultam das doações de particulares e empresas. Dádivas que continuam, aliás a ser recolhidas de várias formas, uma das quais um grande recipiente de cartão colocado à entrada do Mercado de Carnaxide, embora também a própria Junta aceite a entrega de artigos nas suas instalações (Centro Cívico de Carnaxide). No caso de mobiliário ou electrodomésticos ainda em funcionamento, será feita a sua recolha em casa de quem doa o bem, após avaliação por parte do gabinete de apoio social.
“O objectivo é responder ao crescente número e à gravidade de situações de pobreza e exclusão social na freguesia resultantes, nomeadamente, do aumento do desemprego”, salienta Jorge Vilhena, confiante de que a Loja Social desempenhará um papel relevante neste esforço. “A lista de beneficiários sinalizados, claro, tem aumentado de forma progressiva, mas não de uma forma assustadora”, adiantou, ainda, aquele autarca, salientando que “ninguém fica sem resposta, cabendo à Junta providenciar apoio ou então encaminhar os casos para as entidades que melhor possam ajudar”.