Câmara de Sintra inaugura conduta que vai reduzir em 10% perdas de água

Câmara de Sintra inaugura conduta que vai reduzir em 10% perdas de água
A Câmara de Sintra inaugurou o último troço da nova conduta principal de abastecimento de água ao concelho, que permitirá “reduzir em 10% as perdas de água” da rede.
 
“Esta é uma conduta que é uma coluna vertebral do concelho em termos de abastecimento de água”, salientou, em declarações à agência Lusa, o presidente da autarquia, Basílio Horta (PS).
 
A construção da nova conduta adutora de diâmetro 1200/1000 milímetros, entre os reservatórios do Alto de Carenque e das Mercês, representa “um investimento de 9,863 milhões de euros”, acrescentou a Câmara.
 
A inauguração da nova conduta do sistema adutor principal terá lugar de manhã, na caixa de abastecimento de água localizada na Quinta do Wimmer, em Belas.
 
"Os SMAS [Serviços Municipalizados de Água e Saneamento] só este ano investem seis milhões de euros e depois, até 2017, vão ser investidos 18 milhões de euros no concelho. É um investimento nunca visto”, apontou Basílio Horta.
A conclusão da nova conduta vai melhorar o abastecimento de água a Sintra, “permitindo acabar com as sucessivas e muitas vezes difíceis intervenções na conduta existente de diâmetro de 1.000 milímetros [mm]”, esclareceu a autarquia.
 
A nova conduta adutora, com uma extensão de cerca de 9,5 quilómetros, atravessa o município de Sintra até ao território do concelho da Amadora e está a ser construída desde 2010.
 
O início da construção da segunda fase entre Meleças e as Mercês foi adjudicado pelos SMAS de Sintra, em outubro de 2011, por 2,155 milhões de euros, e a empreitada entre Carenque e a Carregueira em junho de 2013, por 3,594 milhões.
 
A antiga conduta em betão de diâmetro 1.000 mm, com cerca de 30 anos, apresentava “inúmeras e constantes fugas de água ao longo do traçado”, explicaram os SMAS.
 
A primeira fase da obra consistiu num troço intermédio entre a ribeira da Carregueira e a linha ferroviária do Oeste, numa extensão de 3.865 metros.
 
A segunda fase agora concluída foi dividida nos troços entre Meleças e o reservatório das Mercês (1.640 metros) e entre o reservatório do Alto de Carenque e a ribeira da Carregueira (4.100).
 
O investimento total ascendeu a 9,863 milhões de euros, dos quais 7,063 milhões foram comparticipados pelo Programa Operacional Temático Valorização do Território, no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN).