Câmara de Sintra assina protocolo de colaboração para apoio a refugiados

Câmara de Sintra assina protocolo de colaboração para apoio a refugiados
A Câmara Municipal de Sintra assinou, na última sexta-feira, um protocolo de colaboração com o Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa, no âmbito do plano de acolhimento e integração de refugiados no concelho de Sintra.
 
A colaboração com o Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa surge da necessidade de desenvolver uma resposta adequada na área da saúde mental para cidadãos refugiados acolhidos em Sintra. “Estas pessoas passam por circunstâncias traumáticas e algumas precisam de acompanhamento. Para nós não há diferenças na cidadania”, referiu Basílio Horta.
 
A presidente do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa, Teresa Sustelo, enalteceu a assinatura deste protocolo “como forma de exemplo e de sentido de responsabilidade nestas matérias”.
 
A autarquia disponibiliza instalações e meios logísticos para o adequado funcionamento do Plano de Acolhimento e Integração de Refugiados no Concelho de Sintra – Saúde Mental (PAIR-Me), aprovado em outubro de 2015, com parecer favorável do Conselho Local de Ação Social, e que se traduz numa resposta de cuidados de saúde mental comunitários, desenvolvida pelo Centro Integrado de Tratamento e Reabilitação de Ambulatório (CINTRA), através da equipa de saúde mental do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa. “Fomos dos primeiras Câmaras do país a apresentar um plano para receber refugiados”, lembrou ainda o presidente da Câmara.