Câmara de Oeiras organiza marcha pela continuação do passeio marítimo

Câmara de Oeiras organiza marcha pela continuação do passeio marítimo
A Câmara de Oeiras vai organizar, no domingo, uma marcha em defesa da continuação do passeio marítimo, depois de o tribunal ter ordenado a suspensão das obras na zona de Caxias.
 
O Tribunal Administrativo e Fiscal de Sintra suspendeu provisoriamente as obras de extensão do passeio marítimo de Oeiras em Caxias na sequência de uma providência cautelar interposta pela associação Vamos Salvar o Jamor, que indica que a obra irá destruir as praias e a vida marinha daquela área ribeirinha.
 
Numa nota enviada à Lusa, a autarquia diz "não entender os fundamentos que justificam a suspensão desta obra e haver um inconformismo generalizado com esta situação, tanto em Oeiras como nos concelhos da Área Metropolitana de Lisboa".
 
Num apelo à participação de todos os munícipes na marcha de domingo, o executivo liderado pelo independente Paulo Vistas promete que "tudo fará para resolver este impasse e dar seguimento ao passeio marítimo, que é de todos e para todos".
 
"O município não vai desistir de dar continuidade a esta obra, que é uma das mais emblemáticas e das que têm maior aceitação e adesão, tanto por quem vive em Oeiras, como por toda a população dos concelhos limítrofes que dele usufrui", sustenta a autarquia.
 
A iniciativa tem o ponto de encontro junto à estátua "Mergulho da Baleia", entre a praia da Torre e o Porto de Recreio de Oeiras, às 10:00.