Câmara de Sintra vai colaborar na reconstrução de muro de suporte do Hockey Club

Câmara de Sintra vai colaborar na reconstrução de muro de suporte do Hockey Club

A Câmara Municipal de Sintra vai “estar envolvida” na reconstrução do muro de suporte do Hockey Club da vila, recentemente afetado por um deslizamento de terras, anunciou o presidente da autarquia, Basílio Horta.

Numa nota, a Câmara de Sintra revelou que o presidente “já agendou uma reunião com os responsáveis do clube para permitir que este problema seja resolvido o mais rapidamente possível”.

“A importância histórica e o relevante interesse público da atividade desenvolvida por este clube sintrense estiveram na base da decisão”, acrescentou.

Chuvas fortes provocaram um deslizamento de terras e pedras no dia 20 de novembro, na encosta atrás do pavilhão do Hockey Club de Sintra (HCS), em Monte Santos, derrubando um muro de suporte, o que danificou paredes e partiu vidros do equipamento desportivo.

O presidente do clube, Francisco Leitão, admitiu na sexta-feira à Lusa que a coletividade não tem dinheiro para reparar os estragos.

“A derrocada afetou a estrutura do pavilhão, mas não de forma a impedir o funcionamento normal da atividade desportiva”, explicou Francisco Leitão.

O presidente do clube adiantou que, para já, a avaliação aos estragos concluiu que a estrutura “não tem danos de maior”, para além de um buraco e fissuras nas paredes, embora se mostre preocupado caso as chuvas provoquem mais deslizamentos na encosta.

Enquanto no pavilhão se vedaram os lugares na bancada junto à parede mais afetada, moradores de vivendas no topo da encosta receiam pela estabilidade dos terrenos.

“A câmara já tinha sido avisada, porque além da água que escorria também cheirava muito a esgoto”, contou Liberto Silva, 70 anos, residente no n.º 19 da Rua António Medina Júnior.

O proprietário da moradia do lado, Simon Heywood, confirmou que a câmara foi alertada “desde maio” deste ano para o risco de deslizamentos, perante “as fissuras” detetadas nas paredes das habitações.

“Estamos a monitorizar a situação, que está estável e não oferece qualquer perigo para as populações”, disse Ana Queiroz do Vale, diretora da Proteção Civil municipal, acrescentando que, na sequência da avaliação técnica após a derrocada, “não existe qualquer indicação para interditar o pavilhão”.

Em relação às moradias no topo da encosta, Ana Queiroz do Vale confirmou que o HCS também já tinha sido informado dos avisos dos moradores e que “a situação está a ser acompanhada” e não apresenta risco imediato.

O Hockey Club de Sintra foi fundado em 1940 e afirmou-se no hóquei em patins nacional e internacional, conquistando, entre outros, os títulos de campeão nacional nas épocas de 1948 a 1950 e de 1957 a 1959.