Câmara de Oeiras inaugura obra de requalificação de bairro de génese ilegal

Câmara de Oeiras inaugura obra de requalificação de bairro de génese ilegal

A Rua de São José, no bairro de génese ilegal Casal da Choca, localizado na freguesia de Porto Salvo, Oeiras, já tem eletricidade, telecomunicações, gás e sistema de abastecimento de água, informou hoje a câmara.
Em comunicado, a autarquia indicou que esta obra, agora concluída e que será inaugurada a 29 de junho, "foi uma das mais importantes obras de infraestruturas realizadas no Bairro Casal da Choca".
No total, a obra custou 350 mil euros e decorreu durante um ano.
A empreitada envolveu a colocação das redes de eletricidade, telecomunicações, gás, abastecimento de águas, águas domésticas e pluviais, assim como a regularização dos muros e gradeamentos confinantes com o arruamento, passeios e pavimentação do arruamento em betuminoso.
A Rua do São José é um dos principais anéis de circulação rodoviária do Bairro do Casal da Choca, permitindo-se agora a ligação à Quinta da Estrangeira.
A realização desta obra inseriu-se no plano de reconversão das áreas urbanas de génese ilegal (AUGI) elaborado pela Câmara de Oeiras.
O objetivo, referiu a autarquia, é a "integração destes bairros no sistema urbano concelhio e resolução de problemas com forte tradição de desordenamento territorial e má qualidade do espaço público".
Situado na freguesia de Porto Salvo, a poente, junto ao limite do concelho de Cascais, o Bairro do Casal da Choca abrange uma área de 74 hectares e contempla uma população com cerca de 2.250 pessoas distribuída pelo núcleo de formação ilegal central e pelo Bairro dos Navegadores de iniciativa municipal.