Câmara de Lisboa gasta 1,7 milhões de euros na manuntenção dos semáforos

Câmara de Lisboa gasta 1,7 milhões de euros na manuntenção dos semáforos

A Câmara de Lisboa prevê gastar cerca de 1,7 milhões de euros na manutenção de todos os semáforos da cidade, estando a aguardar o visto do Tribunal de Contas para avançar com o investimento.
Segundo disse à agência Lusa o vereador da Mobilidade, Nunes da Silva, há três semanas que a autarquia enviou o contrato de manutenção dos semáforos ao Tribunal de Contas, aguardando agora pelo visto para avançar.
O investimento ronda os 1,7 milhões de euros para a manutenção da totalidade dos semáforos da cidade por três anos, um contrato a adjudicar à empresa Siemens.
"Temos muitos semáforos avariados na cidade. Os mais urgentes, que podem colocar em risco a segurança dos automobilistas, temos reparado nós, mas a totalidade tem de ser a empresa a fazer", disse Nunes da Silva.
A manutenção e assistência técnica do sistema de sinalização semafórica da capital vinha a ser assegurada pela Eyssa-Tesis desde 1984. A empresa terá continuado a fazê-lo já depois de ter terminado o seu contrato, por ter a expectativa de vencer o concurso, o que não aconteceu, uma vez que a sua proposta era superior em 13.000 euros ao valor apresentado pela Siemens.
Nesse sentido, a Eyssa-Tessis apresentou uma providência cautelar junto do Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa, que, segundo Nunes da Silva, não foi aceite.
A Lusa tentou obter mais esclarecimentos por parte da empresa, mas não obteve resposta até à manhã de hoje.