Câmara de Lisboa envia resíduos para a Tratolixo devido à greve da Valorsul

Câmara de Lisboa envia resíduos para a Tratolixo devido à greve da Valorsul

Camiões com resíduos urbanos do concelho de Lisboa estão a dirigir-se para a Tratolixo para descarregar o lixo dos últimos dias que não foi despejado na Valorsul, Loures, devido à greve dos trabalhadores, constatou a Lusa em Trajouce.

No Ecoparque de Trajouce, Cascais, que pertence à Tratolixo, a Lusa verificou pelas 16:20 que pelo menos três camiões da Câmara de Lisboa tinham já descarregado lixo da cidade e que outros nove estavam à porta para avançar com a mesma operação.

Segundo um trabalhador da Câmara de Lisboa, "pelo menos mais 30 camiões do turno da tarde" estão a deslocar-se também da capital para Trajouce.

Os trabalhadores da Valorsul - empresa de tratamento de resíduos que serve o concelho de Lisboa - cumprem hoje o terceiro de quatro dias de greve, que começou às 00:00 de segunda-feira e termina na quinta-feira.

Na origem da paralisação está a privatização de 100% da participação do Estado na Empresa Geral de Fomento (EGF), uma 'sub-holding' do grupo Águas de Portugal para o setor dos resíduos, aprovada no final de janeiro pelo Conselho de Ministros.

A EGF é responsável pela recolha, transporte, tratamento e valorização de resíduos, através de 11 empresas concessionárias, da qual faz parte a Valorsul, situada no concelho de Loures e que atua em 19 municípios da Área Metropolitana de Lisboa e da zona Oeste.

A empresa serve os municípios de Alenquer, Alcobaça, Amadora, Arruda dos Vinhos, Azambuja, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Lisboa, Loures, Lourinhã, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Peniche, Rio Maior, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira.