Câmara de Cascais dá nome de bombeiros que morreram no Caramulo a duas ruas

Câmara de Cascais dá nome de bombeiros que morreram no Caramulo a duas ruas

 A Câmara de Cascais vai descerrou ontem duas placas toponímicas em duas ruas em homenagem a Ana Rita Pereira e Bernardo Figueiredo, os dois bombeiros do concelho que morreram no ano passado num incêndio florestal no Caramulo.

Segundo informação da autarquia, a iniciativa decorreu no âmbito da comemoração do Dia Municipal do Bombeiro, numa organização da câmara e da corporação de Alcabideche, em "homenagem às centenas de homens e mulheres que integram as cinco corporações, sendo um reconhecimento público pelo trabalho enquanto soldados da paz".

Ana Rita Pereira, 24 anos, que pertencia aos Bombeiros de Alcabideche, dá nome a uma rua desta localidade e Bernardo Figueiredo, 21 anos, que pertencia aos Bombeiros do Estoril, tem o seu nome numa rua no Livramento.

Os dois bombeiros de Cascais morreram no verão de 2013 num incêndio da Serra do Caramulo que provocou ainda a morte de outros dois bombeiros, vários feridos e prejuízos elevados.Os suspeitos de terem ateado os vários fogos estão em julgamento, acusados de crimes de homicídio qualificado, incêndio florestal e ofensa à integridade física, imputando-lhes o Ministério Público a autoria dos incêndios.

Os dois acusados aguardam em prisão preventiva o final do julgamento, que, a pedido do Ministério Público, é realizado por um tribunal de júri.