Câmara da Amadora assume obras na urbanização Casas do Lago

Câmara da Amadora assume obras na urbanização Casas do Lago

Um milhão de euros pode não chegar para fazer tudo o que o urbanizador deixou por acabar
As obras de execução e requalificação dos espaços públicos da urbanização Casas do Lago, situada na Serra de Carnaxide, freguesia da Venteira, vão finalmente ser executadas. A Câmara da Amadora já accionou as respectivas garantias bancárias e neste momento decorre já o concurso público para terminar tudo aquilo que o urbanizador deixou por fazer.
Cerca de um milhão de euros foi o valor da caução bancária deixada pelo urbanizador e que, devido à sua falência, foi agora recuperada pela CMA para levar a cabo as restantes obras.
Os trabalhos abrangem a construção de espaços verdes, parques infantis e passeios, bem como a implantação de sinalização vertical e de iluminação pública, entre outras intervenções.
A urbanização Casas do Lago começou a ser construída há mais de dez anos, mas a crise económica levou à falência do urbanizador, que deixou por concluir alguns lotes, arruamentos, equipamentos e parques infantis.
Após várias negociações que envolveram a Câmara da Amadora, a massa insolvente da empresa responsável pela urbanização, a Maconfer, assumiu a realização das obras que levariam a uma melhoria substancial da qualidade de vida naquele bairro. Quase um ano depois, com os trabalhos já em fase adiantada, a massa insolvente anunciou a suspensão das obras.
Numa primeira fase, os trabalhos contemplavam a construção de zonas verdes, parques infantis, iluminação pública e arruamentos. Numa segunda fase seria feita a ligação entre alguns prédios, a par da criação de rampas e escadas projectadas.
Gabriel Oliveira, vereador responsável pelas obras municipais, garante agora que “a obra estará concluída até ao final do ano”.
A Associação de Moradores e Comerciantes da Urbanização Casas do Lago (AMCUCL), criada há mais de dois anos, constituída com o intuito de reivindicar a concretização de alguns arruamentos e a construção de espaços verdes, congratula-se com a iniciativa da Câmara. “Neste momento estamos esperançados de que se vai resolver a situação. Pelo menos, até agora, a autarquia tem cumprindo com tudo aquilo que tem prometido”, afirma Paulo Ferreira, da AMCUCL.