Bon Jovi atuam quarta-feira em Lisboa, sem guitarrista Richie Sambora

Bon Jovi atuam quarta-feira em Lisboa, sem guitarrista Richie Sambora

O grupo rock norte-americano Bon Jovi atua na quarta-feira em Lisboa, no Parque da Bela Vista, mas sem a presença do guitarrista Richie Sambora, que abandonou há dois meses a digressão da banda.
O grupo volta ao mesmo recinto onde, em 2011, tocou para mais de 50 mil pessoas e, desta vez, contará com os temas do novo álbum, "What about now", editado em março.
A digressão "Bon Jovi Because We Can - The Tour" foi iniciada em fevereiro, nos Estados Unidos, precisamente para apresentar este novo álbum, mas o alinhamento dos concertos, que têm durado cerca de duas horas, contém muitos temas do passado.
Há dois meses a digressão ficou marcada pelo abandono do principal guitarrista e um dos fundadores da banda, Richie Sambora, alegando problemas pessoais.
Entre 2007 e 2011, Richie Sambora esteve em reabilitação por consumo excessivo de álcool e medicamentos, e o vocalista, Jon Bon Jovi, garante agora que o guitarrista não abandonou o grupo, nem existe qualquer discórdia entre ambos.
No entanto, Richie Sambora tem proferido declarações menos amistosas em relação à banda e, segundo o jornal britânico The Guardian, acusou o vocalista de ter ignorado o pedido para regressar a esta digressão, em particular para o concerto final na Europa, a 05 de julho em Hyde Park, Londres.
Os Bon Jovi, que apareceram em 1983 em New Jersey, tiveram, em 2010, a mais lucrativa digressão de uma banda rock, com 111 milhões de euros acumulados, em cerca de 70 concertos.
Em 2014 cumprem-se os trinta anos da edição do primeiro ábum, homónimo.
Os Bon Jovi são responsáveis por êxitos rock como "It's My Life", "Wanted dead or alive", "Keep the faith", "Livin' on a prayer" e "Bad Medicine".
As portas do Parque da Bela Vista abrem às 16:00 de quarta-feira e o concerto começa às 20:00.
Depois de Lisboa, a banda segue para Madrid, para um concerto em que tocará sem receber qualquer pagamento - o preço dos bilhetes serve para custos locais -, numa decisão que teve em conta, segundo Jon Bon Jovi, a atual situação económica dos fãs espanhóis.