Bombeiros de Algueirão-Mem Martins reforçam meios operacionais

Bombeiros de Algueirão-Mem Martins reforçam meios operacionais

Os Bombeiros Voluntários de Algueirão-Mem Martins dispõem de quatro novos veículos e de diverso material operacional, que representou um investimento na ordem dos 650 mil euros. Entre as viaturas agora inauguradas, que inclui uma de comando e uma ambulância de socorro, está um veículo florestal de combate a incêndios e um veículo tanque rural que resultaram de uma candidatura ao Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN), com um financiamento de 85% do custo global. A comparticipação comunitária englobou, ainda, uma série de equipamento de protecção individual, para combate a incêndios urbanos, industriais e florestais, além de outros meios de protecção e socorro.

“Adquirimos também um kit de alta pressão que permite, numa primeira intervenção de combate a incêndios, a utilização de pouca quantidade de água, com um nível de eficácia muito elevado”, adiantou Joaquim Leonardo, comandante dos Bombeiros de Algueirão-Mem Martins, em declarações ao JR.  O material à disposição do corpo de bombeiros, que conta com um efectivo de 116 elementos, foi reforçado ainda com uma câmara que permite a identificação de vítimas e um detector de gases, entre outros meios que constituem “uma mais-valia não só para a segurança do próprios bombeiros, como para a população”.

O investimento agora concretizado, cerca de 650 mil euros, resulta de uma candidatura ao QREN com mais de dois anos e que agora chegou a bom termo. “Um investimento que exigiu um esforço financeiro por parte da associação, mas que contou com uma importante comparticipação de fundos comunitários”, salientou o responsável da corporação, que conta com uma nova viatura de comando, embora já com 20 anos de serviço, que foi intervencionada nas próprias instalações da associação. A ambulância de socorro foi custeada, na totalidade, pela Junta de Freguesia de Algueirão-Mem Martins, o que evidencia “o sentido de responsabilidade no âmbito da protecção e socorro” do órgão autárquico, destaca Joaquim Leonardo.

“Pela casuística de emergência pré-hospitalar no nosso território, a ambulância é como 'pão para a boca'”, salientou Joaquim Leonardo, em relação à importância da nova ambulância de socorro, no âmbito de uma frota de seis viaturas. Um número classificado como “suficiente qb.” para uma corporação de bombeiros com 7600 emergências pré-hospitalares por ano, “o que dá quase a saída de uma ambulância de socorro por hora, e que cada serviço destes têm um tempo médio de uma hora, e em que podemos ter picos de sete a oito serviços em simultâneo”.  Uma realidade que já justificava a disponibilização de uma segunda ambulância por parte do INEM.

Além da inauguração das viaturas, a corporação de Algueirão-Mem Martins efectuou, ainda, a promoção de bombeiros, numa cerimónia que contou com a presença, entre outras individualidades, do vice-presidente da Câmara de Sintra, Marco Almeida, que tutela a Protecção Civil, e do presidente da Junta de Freguesia de Algueirão-Mem Martins, Manuel do Cabo.