Belenenses fora da Taça em eliminatória pródiga em surpresas

Belenenses fora da Taça em eliminatória pródiga em surpresas
A Académica afastou o Belenenses da Taça de Portugal de futebol e juntou-se a Santa Clara, Vizela e Real no grupo restrito dos clubes que eliminaram equipas da I Liga, respetivamente Rio Ave, Moreirense e Arouca.
 
Num jogo com 'cheiro' a I Liga, a Académica sentenciou a continuidade na Taça com golos de Marinho, aos 37 minutos, e de Dinis, na própria baliza aos 65, depois de ter desperdiçado uma grande penalidade por Kaká, aos 21.
 
De entre os resultados menos esperados, e por isso merecedor do epíteto de 'tomba gigantes', está a vitória do Real (Campeonato de Portugal, CP) frente ao Arouca (I Liga), por 1-0, que avança assim para a quarta ronda da Taça.
 
No sorteio da quarta eliminatória da Taça de Portugal, cada vez mais 'virada' para as equipas dos principais escalões, marcarão presença 14 da I Liga, 10 da II Liga e oito do Campeonato de Portugal.
 
Ainda no grupo das equipas que eliminaram primodivisionários, o Vizela (II Liga) venceu na receção ao Moreirense (I Liga), por 1-0, e o Santa Clara (II) afastou o Rio Ave (I) através do desempate nas grandes penalidades (4-2), após empate a 1-1.
 
O Santa Iria, única equipa 'sobrevivente' dos Distritais na terceira ronda, caiu em casa frente ao Vitória de Guimarães (I Liga), não sem dar luta, como espelha o resultado tangencial de 2-1.
 
Salvo raras exceções, nos confrontos que opuseram equipas da I Liga a outras dos escalões secundários, nomeadamente II Liga e Campeonato de Portugal, imperou, com maior ou menor facilidade, a condição de favorito à partida.
 
O Tondela (I Liga) goleou em casa do Sertanense (CP), por 4-0, o Marítimo (I) obteve resultado igual na deslocação à Naval 1.º de Maio (CP), o Nacional venceu o Estarreja (CP), por 3-1, o Feirense (I) o Alcanenense (CP), por 2-1, o Estoril-Praia (I) o Caldas (CP), por 1-0, e o Desportivo de Chaves (I) o União da Madeira (II), por 1-0.
 
O Torreense (CP) não se amedrontou perante um opositor do escalão superior e afastou o Académico de Viseu (II Liga), com um triunfo por 2-0.
 
O Varzim (II Liga) impôs-se ao Recreio de Águeda (CP), por 3-0, e o Cova da Piedade (II) foi vencer em casa do Mortágua (CP), por 1-0.
 
No duelo entre equipas do CP, o fator casa imperou nos triunfos do Oriental sobre o Barreirense (2-0), da Sanjoanense frente ao Lusitano de Vila Real de Santo António (2-1), do Aljustrelense perante o Limianos (1-0) e do Praiense na receção ao Farense (3-1).
 
As exceções à 'regra' do fator casa nas eliminatórias entre equipas do terceiro escalão foram os triunfos do Vilafranquense no terreno do Vitória de Sernache (1-0) e do Benfica Castelo Branco no do Cinfães (1-0).
 
O Vitória de Setúbal (I Liga) foi obrigado a horas extraordinárias para afastar o Trofense (CP), tendo carimbado a presença na quarta eliminatória através da marcação de grandes penalidades (4-2), após nulo (0-0), tal como o Leixões e o Gil Vicente.
 
O Leixões (II Liga) afastou o Merelinense (CP), com 7-6 nas grandes penalidades, após empate a 2-2, e o Gil Vicente (II Liga) também só desfez o nulo (0-0) com o Casa Pia (CP), no desempate pelos pontapés da marca dos onze metros (4-1).
 
Qualificados para a quarta eliminatória da Taça de Portugal:
 
- I Liga: Sporting de Braga, Benfica, Sporting, FC Porto, Paços de Ferreira, Boavista, Nacional, Tondela, Estoril-Praia, Vitória de Guimarães, Marítimo, Vitória de Setúbal, Desportivo de Chaves e Feirense.
 
- II Liga: Académica, Sporting da Covilhã, Olhanense, Penafiel, Santa Clara, Vizela, Cova da Piedade, Varzim, Leixões e Gil Vicente.
 
- Campeonato de Portugal: Benfica e Castelo Branco, Real, Aljustrelense, Torreense, Oriental, Sanjoanense, Vilafranquense e Praiense.