Belém Art Fest promete duas noites recheadas de música em espaços privilegiados

Belém Art Fest promete duas noites recheadas de música em espaços privilegiados

A 3.ª edição do Belém Art Fest regressa a Lisboa, hoje e no sábado, com três museus e o Mosteiro dos Jerónimos como palco para Rita Redshoes, os jovens solistas da Metropolitana de Lisboa e a fadista Ana Sofia Varela.

A iniciativa é da responsabilidade da produtora Amazing Adventure (AA), em parceria com a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), o Museu Coleção Berardo, a Câmara Municipal de Lisboa e a Junta de Freguesia de Belém.

O objetivo, de acordo com a organização do festival, que tem como diretora artística Selma Uamusse, a voz do grupo Wraygunn, é "promover novos artistas e projetos inovadores em espaços privilegiados de Lisboa".

Durante duas noites, os visitantes poderão assistir a concertos, "workshops", exibições de dança, cinema, atuações de DJ e visitar todos os espaços e respetivas exposições, mediante a capacidade das salas.

A grande novidade deste ano em relação aos espaços dos espetáculos e outros eventos é a inclusão do claustro do Mosteiro dos Jerónimos.

O Museu Nacional dos Coches irá acolher concertos de fado e de música clássica, com a Orquestra Metropolitana de Lisboa e Ana Sofia Varela.

No Museu Nacional de Arqueologia, os visitantes poderão visitar as exposições temporárias, participar em "workshops" de fotografia ou maquilhagem e assistir a concertos de Noiserv, Minta & the brook trout, Walter Benjamin e Cais do Sodré Funk Connection.

O Museu Coleção Berardo, aberto até às 04:00 da madrugada, vai ter atuações de Thomas Anahory, Da Chick e Carolina Deslandes, os DJ Ricardo Guerra, da Revolta do Vinyl e DJ Kamala.

Os bilhetes têm o preço de 12 euros para entrada em todos os espaços num dia, e de 16 euros para todos os espaços, nos dois dias, e o horário do festival, no Museu Berardo, vai das 19:30 às 04:00, e, nos restantes espaços, das 19:30 à 01:00 da madrugada.