Aviões da TAP promovem cereja do Fundão

Aviões da TAP promovem cereja do Fundão

A cereja do Fundão vai ser distribuída a passageiros da TAP durante o mês de Junho, anunciou nesta segunda-feira o presidente da Câmara do Fundão na conferência de imprensa de apresentação da campanha anual de promoção daquele fruto.

Paulo Fernandes explicou que, ao longo do mês de Junho, a cereja será distribuída aos passageiros de classe executiva daquela companhia aérea, bem como nos “lounges” dos aeroportos de Lisboa e Porto.

Para o dia 10 de Junho, dia de Portugal, está preparada uma acção que incluirá todos os voos e todos os passageiros da empresa.

"No nosso esforço anual de ir mais longe com a cereja, escolhemos a TAP como parceiro fundamental do ponto de vista da internacionalização e acreditamos que esta estratégia contribuirá muito para aumentar a notoriedade da cereja do Fundão, nomeadamente na óptica de criação de valor e de venda em mercados diferenciados", referiu o autarca.

Paulo Fernandes esclareceu que a estimativa relativamente ao número de pessoas que serão abrangidas com esta acção ainda não está encerrada, mas ressalvou que serão "seguramente umas largas dezenas de milhares".

"A distribuição global mensal prevista é a de 10 toneladas de cereja, pelo que, tendo em conta que cada cuvete tem 125 gramas, estamos a falar, em termos de público, de um número muito elevado", afirmou.

Além desta, a autarquia estabeleceu ainda outras parcerias com várias marcas em Portugal, como a Padaria Portuguesa, os gelados Santini, a Gin Lovers e a Compal, entre outros que levarão a cereja até um mercado tipicamente de excelência.

Uma aposta que volta a incluir personalidades que já conhecem a cereja do Fundão, designadamente o Presidente da República, já que o fruto estará numa iniciativa oficial das Comemorações de Portugal da Guarda, ou os jogadores da Selecção Nacional, a quem a cereja será enviada durante o estágio em Óbidos.

Nesta campanha de promoção está prevista a reedição do festival gastronómica "Rota da Cereja do Fundão em Lisboa", que se realiza entre 16 Junho e 6 de Julho, período durante o qual 10 dos mais conceituados restaurantes da capital incluirão nas respectivas ementas pratos que são confeccionados com cereja.

O município também manterá a aposta nos três quiosque com formato de cereja que vão distribuir cereja, derivados de cereja e outros produtos regionais, sendo que um fica no Fundão, outro está em Macau e outro estará entre a baixa de Lisboa e Belém. Este último será auxiliado por um veículo "tuck tuck", devidamente identificado.

A estratégia de promoção da cereja contará pela primeira vez com os camiões produtores e distribuidores que vão ser identificados com a imagem de marca da cereja do Fundão.

A nível local, volta a realizar-se-á a já conhecida Festa da Cereja, que este ano se prolonga por cinco dias (de 6 a 10 de Junho), durante os quais são esperados milhares de visitantes no concelho do Fundão.

O presidente da autarquia informou ainda que, em termos globais, a acção de promoção deste ano terá um custo de cerca de 50 mil euros, valor que em parte será comparticipado e que garante ainda forte retorno, já que contribui para a "aumentar notoriedade da cereja e assim criar valor e dinamizar um dos sectores de actividade com mais representatividade económica no concelho".