Autoridades alertam para previsão de chuva forte

Autoridades alertam para previsão de chuva forte

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) emitiu hoje um aviso à população devido à precipitação prevista para o fim de semana, sobretudo nas regiões do Centro e do Sul.

Numa nota, a ANPC adianta que está prevista chuva, para as próximas 48 horas, que poderá ser localmente forte e acompanhada de trovoadas, sobretudo nas regiões do Centro e do Sul.
A Proteção Civil refere também que, a partir do fim do dia de domingo, se prevê uma diminuição da precipitação, acompanhada de uma descida das temperaturas.
Face às condições meteorológicas, a Proteção Civil alerta para o piso escorregadio e eventual formação de lençóis de água, a possibilidade de cheias rápidas em meio urbano e de inundações, danos em estruturas montadas ou suspensas, e possíveis acidentes na orla costeira.
Assim, a ANPC aconselha a adoção de comportamentos adequados, nomeadamente a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais, a adoção de uma condução defensiva, não atravessar zonas inundadas, ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e em zonas ribeirinhas mais vulneráveis a inundações rápidas, e a não praticar atividades relacionadas com o mar.
A Direção-Geral da Saúde (DGS), por seu lado, face às condições meteorológicas adversas previstas, recomendou hoje à população que tome medidas de proteção, como usar calçado adequado que evite o risco de queda, manter o vestuário seco e ter cuidado a conduzir em piso molhado e escorregadio, para evitar acidentes.  
As habitações devem estar bem ventiladas, sobretudo quem utiliza aparelhos de queima devido ao monóxido de carbono, refere a DGS, que recomenda ainda cuidados para evitar infiltrações e humidades, que favorecem o desenvolvimento de microrganismos (bolores, fungos, leveduras e ácaros), que podem originar alergias e infeções respiratórias. 
A Direção-Geral da Saúde aconselha ainda que seja “redobrada a atenção” com os idosos, as crianças e doentes crónicos, que são os grupos mais vulneráveis às variações meteorológicas.