Autarquia assinala 10 anos do Porto de Recreio de Oeiras como marco do concelho

Autarquia assinala 10 anos do Porto de Recreio de Oeiras como marco do concelho
Inaugurado em 2005, o Porto de Recreio de Oeiras afirma-se hoje como "um dos marcos do concelho" e uma "inegável referência metropolitana", segundo a Câmara de Oeiras, que tem previsto novos projetos para potenciar o local.
 
Localizado à entrada da Barra de Lisboa, o Porto de Recreio de Oeiras foi construído inicialmente com 273 lugares de amarração e 100 lugares de doca seca.
 
Hoje, a infraestrutura tem condições para receber 294 embarcações a nado, cuja taxa de ocupação é atualmente de 98%. Quanto aos lugares em doca seca, o número mantém-se igual ao inicial, com uma taxa de ocupação de 100%.
 
Apontado pela Câmara de Oeiras como um "abrigo que oferece as condições necessárias aos que nele ancoram e aos que o procuram para lazer", o Porto de Recreio engloba ainda uma área comercial, maioritariamente de restauração.
 
"Um porto de recreio é bem mais do que um sítio onde os barcos encostam. Embora, na sua essência, tenha uma função específica ligada às embarcações, tudo o que arrasta - lojas, pessoas, beleza natural - faz com que sejam sempre lugares procurados, apetecíveis, mesmo para os que não têm qualquer tipo de embarcação", refere a autarquia.
 
Por este motivo, acrescenta o executivo independente liderado por Paulo Vistas, “é inegável” o impacto que a infraestrutura tem na economia local.
 
"Apesar de não dispormos de nenhum estudo oficial concreto sobre o impacto turístico e económico direto, a experiência diz-nos que o efeito é positivo. Há uma tendência para o aumento da procura do turismo náutico de origem estrangeira, tendo-se verificado um crescimento de 29% no último ano", sustentou a autarquia.
 
A Câmara de Oeiras tem ainda previsto para o local a construção de um edifício multifuncional, que se destinará a projetos de natureza formativa, científica e desportiva, tendo como objetivo a valorização da Doca Seca.
 
Para a viabilização do projeto, a autarquia considera "determinante a angariação de apoio do Estado".
 
Na comemoração dos 10 anos do Porto de Recreio, a Câmara de Oeiras realizou um conjunto de iniciativas, num programa que incluiu uma exposição fotográfica, eventos desportivos, uma visita ao Navio Escola Sagres, uma conferência e, no sábado, para terminar, uma ação de limpeza subaquática.