Artes invadem as ruas de Lisboa até 15 de setembro

Artes invadem as ruas de Lisboa até 15 de setembro

Espetáculos de jazz e música clássica, exibição de filmes clássicos, teatro de rua, instalações de arte, um festival de vídeo arte e intercâmbios multiculturais vão invadir as ruas de Lisboa durante um mês, a partir da próxima quinta-feira.
O 'Lisboa na Rua – Com’Out Lisbon' propõe uma “programação feita de pequenos momentos e de grandes praças, de música para ver e cinema para ouvir, de viagens que transportam a cidade no dorso, de cinema projetado a céu aberto, de museus convertidos em jardins”, descreve a promotora do evento, a empresa municipal de cultura (Egeac).
Às quintas-feiras às 19:00, há concertos de orquestras de jazz em diferentes pontos da cidade ('A Arte da Big Band'), enquanto todas as sextas-feiras (às 18:00) e aos domingos (17:00), apela-se à descontração, ao som da “melhor música” nos “locais privilegiados” da cidade, como o Terreiro do Paço, o Parque Eduardo VII ou o corredor verde de Monsanto, no âmbito do 'Meo Out Jazz'.
Nos dias 16 e 17, o Martim Moniz acolhe o primeiro 'Festival Xamanita', com concertos, performances de dança e teatro, exposições de artes plásticas e uma feira de artesanato, que pretende ser uma “celebração da multiculturalidade que propõe dar a conhecer novos formatos artísticos e culturais, promovendo um encontro entre artistas portugueses e estrangeiros, entre o tradicional e o contemporâneo”, segundo a organização.
O programa prossegue com um ciclo de concertos noturnos no Museu do Chiado – 16, 23 e 30 de agosto, às 19:30, com entrada livre -, que decorre pelo quarto ano consecutivo.
Para recuperar a memória dos históricos cinemas lisboetas, o 'Fitas na Rua' vai exibir “obras-primas da história do cinema” em telas à porta dos antigos edifícios como os do Monumental, Condes, Império, Royal Cine ou Salão Lisboa, todos os sábados e domingos às 22:00.
Com os 'Clássicos na Rua', a Metropolitana propõe concertos ao ritmo das percussões, todos os domingos, às 19:00.
O 'Fuso 2013' - festival anual de vídeo arte internacional de Lisboa - apresenta “experiências artísticas marcantes da vídeo arte”, em jardins e terraços da cidade, exibindo obras inéditas em Portugal.
A Travessa do Marta Pinto volta a sofrer uma transfiguração através da arte urbana, com o projeto 'Vicente’13… Dito e Refeito!', que também contempla uma instalação-performance na Ermida de Nossa Senhora da Conceição. Uma iniciativa de arte pública que começa no dia 03 de setembro e se prolonga para além do festival, até 10 de novembro.
A população é convidada a participar, a 14 e 15 de setembro num teatro de rua, a partir do conto de José Saramago “A Viagem do Elefante”, a decorrer na Praça do Município. O projeto “cruza o teatro, a música e as artes plásticos, através de uma forte componente comunitária”, explica a EGEAC.