ARS admite atrasos nos pagamentos a unidades de saúde

ARS admite atrasos nos pagamentos a unidades de saúde
A Administração Regional de Saúde de Lisboa admitiu hoje que vai pagar com atraso de cinco meses os incentivos às Unidades de Saúde Familiar, sem justificar a razão para a demora, um incumprimento que está a preocupar os profissionais.
   
A Associação Nacional de Unidades de Saúde Familiar (USF-AN) denunciou hoje que "passados 4 meses da data limite legalmente definida (15 de julho) para pagamento dos incentivos financeiros a enfermeiros de família e secretários clínicos das USF em modelo B", a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) ainda não pagou.
 
Perante este incumprimento, as centenas de profissionais em causa manifestam preocupação com o "sentimento de perda" do que lhes é devido: os incentivos previstos na lei e associados ao seu desempenho qualitativo.
 
A direção da USF-AN conta que se verificou um "atraso inaceitável por parte de todas as ARS", mas que entretanto foi regularizado por todas menos pela de Lisboa e Vale do Tejo.
 
"Não se entende o porquê das ARS do Norte e Centro terem já regularizado o pagamento e a ARS de LVT insistir no incumprimento dos compromissos assumidos, sem qualquer justificação aos profissionais e às equipas, quando todas elas se regem pela mesma lei, estando assim sujeitas aos mesmos prazos", lamenta a direção.
 
Os profissionais queixam-se ainda de a ARSLVT não os ter sequer informado da data prevista para pagamento.
 
Questionada pela Lusa, a ARSLVT limitou-se a responder que, "à semelhança de anos anteriores, os incentivos financeiros serão pagos juntamente com o ordenado do mês de dezembro".
 
Ou seja, confirma a intenção de reiterar o pagamento com cinco meses de atraso, sem no entanto justificar a razão para o atraso nem os motivos pelos quais não informa os profissionais sobre o estado de tramitação dos pagamentos.
 
A USF-AN e os profissionais das USF exigem que o atual Ministério da Saúde esclareça a ARS de LVT sobre as suas obrigações e compromissos, cumprindo no imediato o respetivo pagamento.