Aquário Vasco da Gama devolve 400 peixes à natureza

Aquário Vasco da Gama devolve 400 peixes à natureza
O Aquário Vasco da Gama, em parceria com o Centro de Biociências do Instituto Superior de Psicologia Aplicada, libertou 400 bogas portuguesas em Oeiras, no âmbito de um projeto de reprodução de peixes em cativeiro.
 
"Esta é uma espécie considerada criticamente em perigo que apenas existe em Portugal, onde habita em ribeiras da região do oeste, e ainda nas bacias hidrográficas do Tejo e do Sado e em pequenas bacias hidrográficas entre o Sado e o Mira", explica a Marinha Portuguesa numa nota hoje divulgada.
 
A libertação dos peixes acontece na ribeira da Laje, no concelho de Oeiras, estando prevista também a libertação de "um grupo de ruivacos do oeste", a 03 e 10 de maio, nos distritos de Lisboa e Setúbal, acrescenta.
 
A Marinha refere, ainda, que o projeto "conservação ex-situ de organismos fluviais" tem por objetivo "reproduzir e manter espécies ameaçadas de água doce da fauna e flora portuguesas, para posterior libertação".