António Félix da Costa conquista 'prata' em Macau

António Félix da Costa conquista 'prata' em Macau

António Félix da Costa conquistou um brilhante 2º lugar no Grande Prémio de Macau de Fórmula 3. Brilhante exibição do piloto português numa das mais importantes corridas do panorama automobilístico Internacional. O piloto da Red Bull Junior Team largou da 4ª posição e com uma estratégia de ataque, imediatamente começou a recuperar posições e terminou a corrida num espectacular 2º lugar, a apenas 1.173s do vencedor Alex Lynn.

 

Depois de uma semana com sessões de treinos livres, sessões de qualificação e uma corrida de qualificação, chegou hoje a hora da verdade, onde António Félix da Costa apostava tudo para lutar pela vitória nesta 60ª edição do Grande Prémio de Macau. O piloto Português largou do 4º lugar e uma boa primeira volta fez com que imediatamente passasse a ocupar o 3º lugar. Depois, logo nas voltas iniciais e após uma entrada do safety car, António Félix da Costa atacou com toda a sua garra e passou para a vice liderança da corrida, altura em que iniciou uma grande batalha com o líder Alex Lynn, que apenas terminou no final das 15 voltas que compunham esta corrida. No final o piloto Português mostrava-se contente com este 2º lugar, explicando que “hoje dei verdadeiramente tudo o que tinha, foi uma corrida de muita concentração, sempre ao ataque em que arrisquei nas voltas iniciais e quando cheguei a 2º percebi que o Lynn estava muito rápido, mas nunca desisti e tentei por o máximo de pressão possível nele, que acabou por não errar. Estou muito contente com este 2º lugar aqui em Macau, depois de um ano sem correr de Fórmula 3 e contra pilotos que o fizeram ao longo de toda a época, considero um grande resultado para a equipa e para mim. Prometi lutar pela vitória e acho que hoje eu e o Lynn oferecemos ao público uma grande corrida, em que qualquer um dos dois poderia ter saído vencedor. Os meus parabéns a ele pois não errou, como tal merece esta vitória”, referiu a jovem promessa lusa, que viu ainda o Brasileiro Pipo Derani completar o pódio desta final do Grande Prémio de Macau de Fórmula 3.

 

António Félix da Costa acabou por ser o único piloto “não Mercedes” a conseguir lutar contra os pilotos equipados com motores Mercedes que dominaram esta edição do Grande Prémio de Macau, feito quer não passou despercebido a ninguém presente em Macau. O piloto de 22 anos fez ainda questão de agradecer “à Red Bull, à Carlin e também ao meu patrocinador especial aqui em Macau, a Fludo Watch, que me deram um enorme apoio ao longo deste Grande Prémio de Macau, este resultado é também deles e ainda do muito público Português que esteve aqui em Macau e me apoiou durante todo o fim-de-semana. Muito obrigado!”, finalizou o piloto que representou a equipa Carlin.

 

António Félix da Costa regressa esta segunda-feira a Portugal e espera brevemente puder divulgar “o programa desportivo para 2014. Estou muito contente de continuar ligado à Red Bull. Terei um programa muito interessante que está prestes a ser concretizado e no inicio de Dezembro vou puder divulgá-lo”, explicou o português que continua empenhado no seu grande objectivo de a curto/médio prazo Portugal puder voltar a contar com um piloto na Fórmula 1.