António Costa no arranque da Volvo Ocean Race

António Costa no arranque da Volvo Ocean Race
O presidente da Câmara Municipal de Lisboa (CML) considera que a capital volta a estar na rota das “grandes navegações” com a escala da Volvo Ocean Race e destaca a zona de Pedrouços como futura marina de grandes iates.
“Lisboa regressa à rota das grandes navegações. Esta é a grande prova de vela de circum-navegação à vela e, desta vez, Lisboa está presente”, explicou António Costa em declarações à agência Lusa em Miami, no estado norte-americano da Florida, de onde a frota largou no domingo com destino à capital portuguesa. 
O presidente da CML realçou o impacto da prova, que este ano tem batido recordes de cobertura mediática, e a importância da Volvo Ocean Race (VOR) como veículo de promoção turística da cidade. 
Os seis veleiros que disputam a 11.ª edição da VOR chegam a Lisboa a 31 de maio e poderão ser visitados até 10 de junho na Doca de Pedrouços, alvo de importantes trabalhos de recuperação por parte da Administração do Porto de Lisboa (APL) e da CML tendo em vista a sua futura utilização como marina para grandes iates.
“Tivemos a oportunidade de recuperar toda aquela zona para poder ser uma marina para grandes iates. Começámos a criar um ponto de apoio para os iates de grande dimensão na cidade de Lisboa e isso significa uma oportunidade para desenvolver um conjunto de atividades de manutenção, reparação, ensino e formação associados à vela”, adiantou.
O esforço conjunto da CML a APL e da João Lagos Sports, empresa promotora do “stopover” (escala) de Lisboa, centra-se agora na preparação da Race Village (Vila da Regata) de Lisboa, onde ficarão as seis “bases” das equipas concorrentes.
“Estamos a trabalhar para a organização que vamos ter este ano seja exemplar, para demonstrarmos à Volvo Ocean Race a mais valia que é ter Lisboa como porto de escala”, sublinhou António Costa.
O presidente da CML, que assistiu à "in-port-race" (regata no porto) de Miami na companhia de João Lagos, mostrou-se “convencido” de que este será o início de “uma relação que se pode desenvolver”.