Anita Guerreiro homenageada em Lisboa

Anita Guerreiro homenageada em Lisboa

A fadista Anita Guerreiro, de 77 anos, criadora de êxitos como 'Cheira bem, cheira a Lisboa', foi ontem (dia 3) homenageada num espetáculo no Teatro Municipal S. Luiz, em Lisboa, por ocasião dos 60 anos de carreira.

Depois de um jovial cumprimento à palteia -“Boa noite! Estão todos fixes?” - Anita Guerreiro deu início ao espetáculo onde juntou muitos amigos e artistas que a quiseram homenagear. Artista portuguesa, bem conhecida do grande público, foi no fado e como estrela de revista, onde interpretou êxitos como "cheira bem, cheira a Lisboa", que se destacou. Foi também presença assídua das marchas da cidade, fez televisão e cinema, mas também singrou na menos conhecida faceta de artista de circo.

Ao palco do São Luiz subiram nomes como Deolinda de Jesus, Paulo Vasco, Maria Mendes, Maria João Gama, João Casanova, Nunes Forte, Maria Amélia Proença, Maria José Valério, Aida Cardinalli (sobrinha de Anita Guerreiro), Ana, António Rocha, Fernando Correira Marques, Nuno Miguel Henriques, Fernando Correia, Inga de Oliveira e Carlos Jorge Español, que assinou também a apresentação e a concepção do espetáculo. 

Em declarações à Lusa, a fadista afirmou-se "sensibilizada" com a iniciativa do produtor José Carlos Español, e considerou que teve a sorte de "iniciar a carreira numa altura de "grande criatividade, não só em Portugal como no mundo, com excelentes autores e músicos que faziam esses grandes êxitos".

Referindo-se à homenagem, afirmou ainda: "É um sinal que o público ainda se lembra de mim", acrescentando que deve à televisão a popularidade que hoje tem junto "de uma faixa mais nova".

A esta homenagem a Anita Guerreiro assistiram o presidente da Câmara de Lisboa, António Costa e a vereadora da cultura, Catarina Vaz Pinto.