Amadora na Plataforma Mundial para a Redução do Risco de Desastre

Amadora na Plataforma Mundial para a Redução do Risco de Desastre

O município da Amadora participou na 4.ª Sessão da Plataforma Mundial para a Redução do Risco de Desastre, que decorreu em Genebra, entre os dias 19 e 23 de maio, e na qual participaram mais de 5 mil pessoas. 

Nesta sessão, onde se debateu a necessidade de construir cidades resilientes, o município da Amadora desempenhou um papel ativo e decisivo na reunião da Plataforma Lusófona para a Redução de Desastres Naturais e na reunião da Campanha Mundial das Cidades Resilientes, à qual a Amadora está associada.

Ainda a convite da representante da Plataforma Nacional para a Redução do Risco de Desastre da Suécia, Janet Carly, a Amadora participou numa reunião de trabalho com o município de Karlstadt, onde apresentámos e partilhámos as principais orientações da Campanha Local Amadora Resiliente.

Um dos pontos mais altos da 4.ª Sessão, foi a entrega do diploma de Cidade Resiliente ao município da Amadora, pela Alta Representante do Secretário-geral das Nações Unidas para a Redução do Risco de Desastres, Margareta Wahlström, que referiu que neste momento a Amadora tem todas as condições para receber a distinção de Cidade Resiliente Campeã, face ao seu excelente desempenho.

Além do diploma de cidade resiliente, o município recebeu ainda o certificado do prémio Sasakawa 2013, para o qual estava entre as 10 nomeadas. Este galardão distingue as melhores boas práticas no âmbito da redução do risco de desastre.

A Câmara Municipal da Amadora, através do Vereador Eduardo Rosa, foi ainda entrevistada pela Campanha Mundial das Cidades Resilientes, para transmitir a experiência e a excelência do município no âmbito da sua Campanha Local Amadora Resiliente.