Amadora contesta novos horários da Vimeca

Amadora contesta novos horários da Vimeca

A Câmara da Amadora contesta as alterações de horários e trajectos propostas pela transportadora rodoviária Vimeca e lamenta não ter sido informada previamente. Em declarações à agência Lusa, o vereador dos Transportes, Gabriel Oliveira, afirmou que a empresa – concessionária do serviço rodoviário de transportes públicos nos concelhos da Amadora e de Oeiras - não comunicou qualquer decisão de alterações nas carreiras à autarquia.

"Ficámos surpreendidos quando soubemos das alterações, que até foram aprovadas pela Autoridade Metropolitana de Transportes, porque o normal é que as autarquias sejam ouvidas nestas situações. Isto vai prejudicar muito as pessoas", adiantou o vereador.

Gabriel Oliveira apontou como exemplos as freguesias da Venteira e da Venda Nova, que deixaram de ter ser abrangidas pela habitual carreira, e adiantou que mais alterações que o município desconhece, ainda serão feitas.

Em comunicado, a Câmara da Amadora manifesta-se "totalmente contra a alteração introduzida pela Vimeca, quer seja por um período experimental ou definitivo, considerando-a inaceitável e sem cabimento legislativo ou regulamentar, pois os utentes dos transportes públicos não podem ser utilizados para as experiências e no interesse das entidades concessionárias".

A autarquia exige ainda que as carreiras do concelho retomem "de imediato" à frequência e trajectos definidos.

A Lusa pediu esclarecimentos à Vimeca sobre este assunto, mas até ao momento ainda não obteve qualquer resposta.