Amadora BD entre os 14 projetos escolhidos pela Trienal de Arquitetura de Lisboa

Amadora BD entre os 14 projetos escolhidos pela Trienal de Arquitetura de Lisboa
A Trienal de Arquitetura de Lisboa anunciou hoje que selecionou 14 projetos associados, entre os quais o festival Amadora BD, para integrar a programação da 4.ª edição, a decorrer de 06 de outubro a 11 de dezembro deste ano.
 
De acordo com a Trienal de Arquitetura, depois do desafio lançado, receberam 73 candidaturas nacionais e internacionais, apurando primeiro 12 e depois 14, "devido ao elevado nível de qualidade das propostas recebidas".
 
Entre os escolhidos está o Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora, em 27.ª edição, que irá associar-se à Trienal de Lisboa, estabelecendo como temática principal “Espaço-Tempo”.
 
Também foi selecionado o projeto do MAAT, o novo Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia - Fundação EDP, em Belém, cuja programação trará, de Londres, a primeira retrospetiva da obra de dois importantes designers do séc. XX, “O Mundo de Charles e Ray Eames”, com curadoria do Barbican Centre.
 
Os outros projetos selecionados foram "Cartha On the Form of Form", Cartha Magazine (projeto editorial), "A Forma Chã", de Eliana Sousa Santos (exposição/simpósio internacional), "The Thickness of the Limit", Embaixada Arquitectura/University of Western Austrália (workshop e instalação), Cal Branca (Alprenca), Manuel Caeiro na Galeria Carlos Carvalho Arte Contemporânea (exposição).
 
Foram igualmente apurados "Continual Collective Construction", Davidson Rafailidis (filme), "Labor", Peter Collard (documentário), "The Club", Bureau N & Bureau A (conferência, publicação, instalação e DJ set), Plataforma Trafaria, Construct Lab/ Ensaios e Diálogos (workshop e documentário), "Água", Teresa Amaro Alfaiate e João Mendes Ribeiro (exposição), "Outra Lisboa", Patrícia Robalo Ribeiro (visitas guiadas), "Matière Sensible", Fernandez & Serres (exposição), "À-do-Longo Muro", Miguel Arruda (escultura e performance).
 
"Os projetos associados vão enriquecer o programa da edição 'The Form of Form', reforçando a oportunidade de debater o núcleo da prática arquitetónica. Estes 14 eventos irão alargar o programa principal e apresentar ideias relevantes em lugares que tornam evidente a diversidade da paisagem de Lisboa", refere o co-curador da Trienal de Arquitetura de Lisboa André Tavares, num comunicado sobre o evento.
 
Os principais critérios utilizados pela equipa curatorial, na escolha dos projetos, tiveram como base a pertinência das propostas, no âmbito programático e no decurso desta 4.ª edição da Trienal, assim como a diversidade de abordagens e formatos, "que valorizasse a capacidade de desenhar novos percursos e vivências na cidade".
 
A 4.ª Trienal de Arquitetura de Lisboa acontece de 06 de outubro a 11 de dezembro de 2016, com o objetivo principal de estimular e aprofundar o debate em torno de um largo espetro de posições contemporâneas, sobre a prática da arquitetura e como o mundo se transforma a partir dela.
 
"A Forma da Forma" tem como curadores gerais os arquitetos André Tavares e Diogo Seixas Lopes.